Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Oficina discute Plano de Reduçao de Desmatamento no AM

Na ocasião, foi assinado um pacto de desenvolvimento rural sustentável

Queimadas e desmatamento na Região Metropolitana de Manaus

Queimadas e desmatamento são discutidos em encontro (Marcelo Cadilhe/ Arquivo A CRÍTICA)

A melhoria de vida levada aos moradores de Apuí ( a 220 quilômetros de Manaus) através da regularização ambiental dos imóveis rurais foi ressaltada por produtores como Claus Ronnau, 46, que vive na região há mais de 30 anos, no último dia da Oficina de Validação do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento de Apuí (PPCDAP), encerrado na quarta-feira.

“Vivo da produção de guaraná e do gado. Com o Cadastro Ambiental Rural (CAR), vou ter licença ambiental e levar adiante minha vontade de melhorar a vida dos meus filhos”, disse.

A oficina faz parte da agenda conjunta do setor ambiental do Governo do Amazonas com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS) e foi desenvolvida em parceria com outros órgãos, instituições e Ongs.

O Plano Estadual de Prevenção e Controle do Desmatamento (PPCD-AM) existe no Amazonas desde 2009, mas pela primeira vez esteve direcionado a trabalhar em nível local os três eixos estratégicos: ordenamento territorial, controle ambiental e fomento às atividades produtivas sustentáveis.

No final, foi assinado o pacto de redução de desmatamento ilegal e de desenvolvimento rural sustentável em Apuí. Também foi entregue a Claus Ronnau a Concessão de Direito Real de Uso (CDRU), da Fazenda Esperança.