Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Moradores de Autazes fecham rodovia AM-254 em protesto por más condições de ramal

Os moradores reivindicam asfaltamento do ramal do Novo Céu, que fica no Km 19 da rodovia e dá acesso à região do rio Autaz Mirim, onde moram um total de 10 mil moradores

Barricadas com pneus e toras de árvores queimadas foram colocadas em quatro pontos da AM-254, principal via de acesso a Autazes

Barricadas com pneus e toras de árvores queimadas foram colocadas em quatro pontos da AM-254, principal via de acesso a Autazes (Marcos Azevedo)

A estrada AM-254, que interliga o município de Autazes a Manaus, foi interditada por cerca de 200 moradores da comunidade Novo Céu, durante esta quarta (2). A rodovia é uma das principais vias de acesso a Autazes e foi fechada em protesto pelas más condições do ramal do Novo Céu, que fica no Km 19, e que liga a comunidade Novo Céu à estrada AM-254. O ramal está “no barro”.

Os moradores da comunidade Novo Céu, cerca de 3 mil pessoas, e das áreas adjacentes reclamam por atitude do poder público para solucionar o problema de asfaltamento da estrada. Eles acusam de descaso o Governo do Estado durante as gestões Eduardo Braga (2003-2010) e Omar Aziz (atual governador). Segundo moradores, a precariedade da AM-254 atrapalha o acesso de crianças a escolas e o escoamento da produção de agricultores da região

Durante o protesto, um ônibus que saía do ramal do Novo Céu para Autazes atolou no barro

Conforme o morador Marcos Azevedo, 37, Eduardo Braga e Omar Aziz visitaram Autazes em período eleitoral e prometeram, caso fossem eleitos para o cargo, asfaltar o ramal da comunidade Novo Céu. Entretanto, a promessa não foi cumprida, segundo Azevedo. “Esse ramal (do Novo Céu) dá acesso a toda região do Autaz Mirim (rio da região), um total de 10 mil moradores que utilizam esse caminho para chegar até a principal, AM-254”, disse.


Bloqueio

Os cerca de 200 manifestantes fizeram barricadas com pneus e toras de árvores queimadas e construíram quatro bloqueios com barracas para se protegerem. Eles querem uma resposta do poder público e pretendem permanecer no local até sábado (5). Quatro policiais militares e três guardas municipais foram ao local. Segundo o soldado Wellington, do Batalhão da cidade, não houve conflitos com os manifestantes.


No último dia 31 de outubro, o vice-governador José Melo visitou Autazes e prometeu asfaltar o ramal do Novo Céu, em uma parceria entre o governo e a prefeitura da cidade. Melo prometeu que a obra de asfaltamento iniciaria até o final de 2013, porém nada aconteceu no local. A reportagem enviou e-mail à Agência de Comunicação do Estado (Agecom) e espera resposta.