Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Onça encontrada morta pode ter sido alvo de caçador antes de atropelamento

Segundo o Ibama, o felino apresentou uma perfuração na região do pescoço e pode ter fugido para a rodovia desorientado

Onça pintada é encontrada morta a beira da BR-174 que liga Manaus a Boa Vista

Onça pintada é encontrada morta a beira da BR-174 que liga Manaus a Boa Vista (Divulgação)

A onça-pintada macho adulta de 80 quilos encontrada morta nessa quarta-feira (11) na altura do quilômetro 62 da BR-174, estrada que liga Manaus a cidade de Boa Vista (RR), pode ter sido caçada antes de ser atropelada por um veículo. A hipótese é levantada pelo analista ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Ambientais Renováveis (Ibama), Diogo Lagroteria.

Segundo o profissional, o animal foi examinado nesta quinta-feira (12), onde foi constatado que o felino apresentava uma perfuração na região do pescoço. “Dificilmente conseguiremos apontar quem fez isso, porém é pouco provável que uma onça-pintada apareça de dia numa região movimentada como uma rodovia”, explica.

Na ocasião, o animal estava ferido e pode ter saído pra pista assustado, onde foi atropelada e morreu, resultado da urbanização desenfreada levantada pelo Portal A Crítica que vem ameaçando os felinos no entorno da capital e nos interiores.

Entenda o caso

Uma onça pintada de aproximadamente 80 quilos foi encontrada morta, por volta das 15h20 da última quarta-feira (11). De acordo com os policiais rodoviários, como o posto da PRF ficava a menos de 20 quilômetros do local, a equipe se apressou para tentar salvar o animal, mas quando chegaram a onça já estava morta. O condutor do veículo que atropelou o animal fugiu do local e não foi identificado.

A onça foi encaminhada ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) de Manaus, por se tratar de um animal muito visado pelo mercado negro, podendo ter sua pele, dentes, patas e outras partes da onça retiradas para a comercialização ilegal ou venda do animal para caçadores.