Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Batalhão Ambiental apreende mais de 1t de carnes silvestres e peixes em porão de barco no AM

Carga avaliada em R$ 15 mil estava escondida em embarcação no porto de Manacapuru. Três pessoas que estavam no local foram detidas por crime ambiental e carnes foram doadas para instituições em Manaus

Carnes silvestres estavam escondidas em porão de barco atracado no porto de Manacapuru

Carnes silvestres estavam escondidas em porão de barco atracado no porto de Manacapuru (Divulgação/BPAmb)

Mais de meia tonelada de carne de animais silvestres e peixes foram apreendidos pelo Batalhão Ambiental (BPAmb) na manhã deste sábado (9), no Amazonas. A carga, avaliada em R$ 15 mil, foi localizada no porão de um barco no porto de Manacapuru (município a 79 quilômetros de Manaus). Três homens que estavam presentes no local foram detidos.

Segundo o BPAmb, as carnes foram encontradas durante abordagens em embarcações atracadas no porto do município. Na ocasião, estavam no barco Carlos Mário de Souza Pucu, 45, José Carvalho, 54, e Juscelino Lima de Castro, 51. De acordo com o Batalhão, o grupo teria tentado empreender fuga ao perceber a presença dos agentes federais.

Aproximadamente 508 quilos de carne de animais silvestres como paca, veado, anta e porco do mato estavam escondidos sob meia tonelada de peixe das espécies curimatã e jaraqui. No local, também foram apreendidos 120 quilos de mantas de pirarucu seco.

A carne dos animais selvagens, os peixes e as mantas de pirarucu foram doados para Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, ao Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs), e ao abrigo de menores Monte Salém, localizados em Manaus

Os três suspeitos foram detidos e conduzidos à Delegacia de Manacapuru. Segundo o Batalhão Ambiental, a previsão dos tipos penais ambientais para as condutas consideradas crimes contra a fauna está no artigo 29 da Lei 9.605/98.

Ações preventivas

De acordo com a Polícia Militar (PM), o BPAmb tem intensificado ações preventivas quanto ao cometimento de crimes ambientais contra a fauna e a flora na região metropolitana de Manaus, inclusive mantendo diuturnamente policiamento ambiental na Ponte Rio Negro para coibir consumo, fornecimento e comercialização de carne de caça e pescado e madeira ilegais.

Ainda segundo o Batalhão Ambiental, por conta da cheia dos rios, muitos animais perdem espaço no hábitat natural deles, o que os deixam vulneráveis às ações de infratores.

*Com informações da assessoria de imprensa