Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

  • EM DESTAQUE

8 comentarios | 09 de Dezembro de 2013

A Ofensa Climática

Crônica das terças-feiras do Caderno Bem Viver!

Os ingleses e o clima de Manaus

Os ingleses e o clima de Manaus (Evening Standard)

Na última terça-feira, o técnico da seleção inglesa de futebol, Roy Hodgson, disse, em entrevista ao jornal britânico The Guardian, que Manaus seria uma sede a ser evitada, por causa do clima local. O treinador fundamentou sua declaração única e exclusivamente na questão climática e ainda afirmou que Porto Alegre seria ideal. Foi o suficiente para se formar uma enorme confusão, com proporções de incidente diplomático.

De uma hora para outra, nós, moradores, que continuamente nos queixamos do calor manauara, nos sentimentos extremamente ofendidos, ao ouvir tal constatação pela boca de alguém que vive num lugar em que a temperatura média anual é de 12º C. E que viria aqui para uma disputa, onde a condição física de sua equipe está relacionada à vitória.

Por uma ironia do destino, no sorteio dos jogos da Copa do Mundo de 2014, acontecido na sexta-feira, a primeira partida que a capital amazonense sediará será justamente, no dia 14 de junho, Inglaterra e Itália. Manaus deu sorte e receberá quatro seleções de peso, o que não foi comum a todas as cidades-sede. Não estamos dando sorte é no episódio diplo-cli-mático. Há uma atmosfera de animosidade contra os ingleses, o que de fato pode provocar más notícias da cidade e, aí sim, fundamentadas.

Também não gosto de ouvir que Manaus é uma cidade a ser evitada. Mas vindo de um inglês, que pouco conhece de Brasil, e que confessou não conhecer, mas ouviu falar sobre, é perdoável. Como cidadão de uma cidade-sede da Copa, quero que os ingleses sejam bem recebidos e bem tratados, de tal maneira que saiam daqui falando bem, recomendando e querendo voltar, a despeito do calor – o que é um fato inegável, especialmente em junho.

Não vejo com bons olhos fomentar rivalidades. Precisamos sim é de parcerias. Basta de estimular o revanchismo. Não leva a nada ou a lugar algum! Se formos brigar com todo mundo que disser que Manaus é extremamente quente, nos indisporemos com o mundo! Vamos deixar de leseira!

sobre este blog

Blog do Orlando

Sexta cidade mais rica da sétima economia mundial, Manaus, que já ostentou o título de "Paris dos Trópicos", se vê a braços com os problemas de uma grande cidade. Hoje, mais para "Bagdá Equatorial", ela procura soluções para suas questões urbanas, sejam físicas, sejam de propostas de futuro. Estamos nela, falaremos dela!

calendario de entradas

<Anterior Próximo>
julho 2014
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31