Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

  • EM DESTAQUE

0 comentarios | 15 de Julho de 2014

O desafio de educar

Como educar os filhos e como escolher a melhor escola? A forma e o colégio que escolhemos está muito ligado a forma como fomos criados?

Muito do conhecimento e da experiência que adquirimos é através da lei do erro e do acerto, até porque alguns temas não são ensinados em nenhuma faculdade. Um deles é como educar nossos filhos, e normalmente essa “arte”, nós aprendemos na escola da vida. Em um mundo cada vez mais de abundância de informação, o desafio é prover nossas crias com a melhor educação para que ele possa fazer as melhores escolhas. Todas as vezes que escolhemos ou forçamos a optarem pelos caminhos que achamos mais sensatos, provavelmente criamos filhos rebeldes ou dependentes. E além do excesso de informação disponível em um clique, hoje temos melhores condições de acesso ao conforto e ao desperdício. No passado, a maioria das riquezas estavam sendo construídas, e os pais de hoje passaram por diversas dificuldades, inclusive do que ter até o que comer no dia a dia. Na ânsia em dar o melhor para seus herdeiros, é que mora o perigo em não saber dosar a mão e o bolso.

A começar pela escolha da profissão, alguns pais querem utilizar os filhos para serem o que não conseguiram durante a sua vida. E dessa forma, obrigam ou influenciam os mesmos a seguirem carreira naquela que sempre fora o sonho para si próprio. Ou então, analisam que segmento atualmente está em alta. Isso quer dizer ocultamente, o que está dando mais dinheiro de forma rápida. Mas, qual a forma correta de escolher a profissão dos filhos? Atualmente existem laudos comportamentais e de valores, que são emitidos de forma extremamente simples, que dão uma “luz” e auxiliam na escolha. Após a validação do que está escrito entre pais e filhos, pode haver um consenso de ambas as partes. A ferramenta não afirma, mas apenas “sugere” o que poderia ser o caminho da felicidade ou “diversão” dos seus herdeiros para o resto da vida. Como já sinalizei aqui em outros artigos, felicidade é você fazer algo que ama, no máximo da sua plenitude, e sentir que está contribuindo para a humanidade. Esse tipo de instrumento incomoda alguns mais céticos, mas, os que não possuem paradigmas formados, tem aproveitado ao máximo para ter opções de escolhas mais corretas.

A responsabilidade das escolas

E a responsabilidade das escolas em educar nossos filhos, como está nos dias de hoje? Recentemente vi o desabafo de um pai reclamando da postura de um colégio em ter aplicado uma suspensão no filho, pelo fato de um celular ter tocado em plena sala de aula. Por aquele capricho do destino, o seu celular teria caído desapercebido dentro da mochila. E o pai notando que havia perdido o tal aparelho, ligou para o seu numero, que tocou na bolsa do aluno. Mesmo, tendo ido sinalizar isso logo após o ocorrido, a escola foi irredutível. A forma de educar dessa instituição é motivo de amor e ódio por parte de pais e alunos. Há os que adoram esse formato disciplinar, que uns chegam a comparar até à um quartel, e outros que não concordam. Aos que não agradam, resta trocar de escola. Regras, que inclusive são ditas de forma clara logo na matrícula do aluno. Esse tipo de atitude meio que tira a relação de cliente, pois não há negociação. Ou você aceita ou não. E o que percebemos, é que hoje o mundo não age mais dessa forma. O bom senso e a conversa, talvez ainda seja a melhor forma tanto para educar, como para criar um clima de harmonia entre as pessoas. Conflitos e pontos de vista a parte, a realidade é que como pais ou escolas, temos que apenas ensinar o melhor caminho. A vida tem mostrado que quanto mais impomos para os outros o que gostaríamos para a gente, maior a probabilidade de criarmos pessoas infelizes. A vida é feita de escolhas. Como educadores, devemos apenas orientar.

sobre este blog

Blog do Oshiro

Aqui você fica sabendo sobre as tendências e as inovações do Desenvolvimento de Pessoas, a cultura do Atendimento com Encantamento, comportamento humano e os meus artigos publicados aos domingos no Caderno Dinheiro do Jornal A Critica.

calendario de entradas

<Anterior Próximo>
dezembro 2014
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31