Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

  • EM DESTAQUE

1 comentarios | 18 de Fevereiro de 2014

A meta

O ano que passou foi bom para você? A meta define a resposta.

Uma palavrinha de quatro letras, a depender do paradigma de quem vê, é o motivador de sua existência ou algo que incomoda bastante. E muitos talvez nem tenham noção da importância e a razão do porquê dela. Estou me referindo à meta. O mundo na realidade é feito de dois grupos: Os que são os protagonistas e os que aplaudem. Ou seja, os primeiros são os que vivenciam, respiram e batem as suas metas. E os que aplaudem são os outros, ou melhor, os que “sobrevivem” ao longo da vida. Ao perguntar para qualquer pessoa se o ano que passou foi bom, a maioria irá pensar por uns instantes, tentará relembrar os fatos que ocorreram durante o período, e daí irá responder: “É, acredito que sim. Acho que foi bom”. A diferença em se ter uma meta anual, é que quando a pergunta vir à tona, existirão apenas duas opções de resposta: “O ano foi excelente porque bati a minha meta, ou o ano foi ruim porque meu objetivo não foi alcançado”. Uma miopia que existe, é que muitas pessoas acham que possuem um objetivo, e normalmente ela é traçada apenas mentalmente no estourar dos fogos do reveillon. E a grande maioria não segue o modelo SMART, que prega que toda meta deve ser específica, mensurável, alcançável, relevante (que faça realmente uma diferença em sua vida) e tenha um tempo para acontecer. Outra dica, é você não ter várias metas para o ano, pois dessa forma se perderá o foco, e provavelmente não alcançará nenhuma.

Disciplina nas ações

Apenas ter um objetivo não é o suficiente, aliás, essa é a parte mais fácil. O mais importante é saber que ações executar para chegar à ela. E o mais difícil é ter disciplina para cumprir as tarefas que foram planejadas. Um exemplo de meta que deve incomodar muita gente: “Ir de 100 kgs para 85 kgs até 31/12/14”. A atenção é para o que deve ser feito para se perder quinze quilos. Somente correr, não. Mas, especificar melhor, ou seja, correr cinco quilômetros por dia durante 3 três vezes na semana. Somente fazer dieta não. Mas, ingerir 2500 calorias por dia seria o correto. Quando você detalha minuciosamente a ação, ela fica mais precisa e o resultado vem. O desafio é ter a disciplina para cumprir à risca, pois temos o costume de inconscientemente burlarmos a nós mesmos. Os protagonistas que fazem as coisas acontecerem e são aplaudidos, possuem uma força interna enorme para cumprir o que tem de ser feito. Algumas pessoas nascem já com esse perfil, e sem perceber já realizam isso no seu cotidiano. E muitos desses privilegiados não precisam alinhar nenhuma meta para fazer a diferença. O mapa mental deles já vem com esse chip de “fábrica”. Para quem não vem com esse opcional, estipular metas e ações podem fazer grandes mudanças em nossas vidas e trazer resultados extraordinários, que em um primeiro momento pode parecer impossível. Ser possível ou não, também é um comando que é ativado no cérebro, e que poucas pessoas possuem. Para os batedores de metas natos, o botão da coragem e do positivismo já vem acionado.

Para completar o processo, é de grande valia ter um placar visível que possa ser atualizado no mínimo semanalmente. Com ele, você fica engajado pelo ano todo. E para essa meta que foi dada como exemplo, uma balança complementa o programa, de preferência embaixo do placar. A minha meta para esse ano é chegar ao final de uma prova de meia maratona (21,1 kms). Qual é a sua? Ainda temos mais dez meses para você se desafiar e saber na ponta da língua se o ano de 2014 foi sensacional. Boa sorte!

sobre este blog

Blog do Oshiro

Aqui você fica sabendo sobre as tendências e as inovações do Desenvolvimento de Pessoas, a cultura do Atendimento com Encantamento, comportamento humano e os meus artigos publicados aos domingos no Caderno Dinheiro do Jornal A Critica.

calendario de entradas

<Anterior Próximo>
agosto 2014
S T Q Q S S D
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31