Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

  • EM DESTAQUE

9 comentarios | 18 de Março de 2014

Artur quer esticar corda com Dilma

Cozinhado em banho-maria pela presidente Dilma no que diz respeito a obras de mobilidade urbana, o prefeito Artur Neto (PSDB) tem dado sinais a aliados que pretende esticar a corda com o Planalto. Segundo eles, o tucano quer mostrar isso deixando para se posicionar sobre as eleições no limite final do prazo que o Governo terá para assinar convênios este ano. Se não receber os recursos prometidos, dizem os interlocutores do prefeito, Artur mostrará forte oposição à reeleição dela e de aliados.

Beneficiado

Em matéria de página inteira, para mostrar que os governadores que irão disputar o Senado este ano serão beneficiados pelo cargo, o jornal Valor Econômico usa Omar Aziz (PSD) como personagem central e dá como certo que ele será apoiado pela máquina, a ser operada por seu vice, José Melo (Pros).

Previsão

A propósito, na mesma matéria, o prefeito Artur Neto prevê que Omar Aziz deverá ser o mais votado do País. Fala isso dizendo que o favoritismo faz com que nem tenha adversários.

Alternativa

Mantendo sua candidatura a governadora, a deputada Rebecca Garcia (PP) acredita que sua campanha terá apoio de deputados federais em busca de reeleição. Acha que isso ocorrerá por gravitação quando começarem a fazer as contas e perceber que precisam de chapa alternativa.

Tristeza

O vice-líder do prefeito na Câmara, vereador Rozenha (PSDB), preparou recepção nada agradável ao empresário Ronaldo Tabosa (PP), que ontem substituiu a vereadora Glória Carrate (PSD). Ao se despedir dela, Rozenha disse: “Esta Casa está triste porque perde com sua saída”. Ele não fez referência ao colega recém-chegado.

Alegria

Tabosa entendeu que a fala do vice-líder do prefeito era dirigida a ele, tanto que, no discurso de posse, suas primeiras palavras foram dirigidas a Rozenha, quando comentou: “Ele disse que sentiu tristeza, mas terá muita alegria aqui comigo”, retrucou.

Isolado

A acolhida hostil a Tabosa não foi apenas por parte de Rozenha. Ele não mereceu nenhuma palavra de recepção por parte de seus colegas de bancada de PP, Socorro Sampaio e Álvaro Campelo, que, na tribuna, silenciaram sobre sua chegada à Casa.

Explica-se

O clima hostil a Tabosa tem explicação. Esperando a hora de tomar posse, ele assistia à TV Câmara na sala da presidência e, para cada parlamentar que ouvia, tecia comentário odioso.

Publicidade

O vereador Mário Frota (PSDB) questionou ontem os gastos da ALE-AM com publicidade. “Está sobrando dinheiro? Se tiver sobrando, deveriam devolver para construir escolas”.

Apelo

O deputado Carlos Souza (PSD) apelou ontem ao Ministério do Desenvolvimento pelo fim da greve dos servidores da Suframa, parados há quase um mês. Ele fez isso depois de receber informação de que o Governo só pretende atender os pedidos dos grevistas no ano que vem.

Café com leite

O PSDB já decidiu que o vice do tucano Aécio Neves será um paulista, ou o senador Aloyzio Nunes (PSDB) ou uma mulher ou um sindicalista. A formação café com leite aumenta a desconfiança dos amazonenses com a chapa.

Pinga-fogo

Do prefeito Artur Neto, sexta-feira, no lançamento do “Aprende, Brasil”, da Editora Positivo, para alunos da Semed: “Posso fazer asfalto honesto, inaugurar um mercado, posso entregar a Ponta Negra, mas, se falhar na educação, considerarei que meu Governo falhou”.

Sobre nota de ontem, o sub-comandante geral da PM, coronel Eliezer, ligou para a coluna para explicar que não houve uso indevido por oficiais da corporação da Sala de Pronta Resposta da Arena da Amazônia nos dois primeiros jogos realizados ali.

Eliezer disse que a sala foi usada para segurança estratégica. Sobre a presença das esposas, disse que foi ocasional e sobre coquetel ocorrido ali, uma vaquinha feita pelos oficiais.

sobre este blog

Blog do Sim & Não

É a coluna de opinião publicada no jornal A Crítica de Manaus, que agora chega à sua versão na internet, trazendo os fatos e os bastidores da política, da cidade e da economia, como faz há 60 anos em sua versão impressa

calendario de entradas

<Anterior Próximo>
outubro 2014
S T Q Q S S D
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31