Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

  • EM DESTAQUE

0 comentarios | 17 de Agosto de 2014

Silas, a mulher e duas filhas estão no pleito


O deputado federal Silas Câmara (PSD), que há quatro anos conseguiu eleger a si próprio e sua esposa, Antônia Lúcia (PSC-AC), à Câmara dos Deputados, nas eleições deste ano está com projeto ainda mais ousado: renovar o mandato federal do casal, colocar na Assembleia Legislativa do Acre sua filha de 24 anos, Gabriela Câmara (PSC), e na Câmara Legislativa do Distrito Federal a outra filha mais velha, de 28 anos, Milena Câmara (PPS-DF). Os dados estão no site do TSE.

Orçamento

A ousadia do projeto para eleição da família Câmara está exposta no limite de gastos que os quatro declaram à Justiça Eleitoral. Juntos, eles preveem gastar no pleito R$ 9,8 milhões. O limite de gasto mais modesto é o de Milena, com R$ 800 mil.

Bens

Por falar em valores, por intermédio dos dados declarados ao TSE pela família Câmara, é possível ver o patrimônio que possuem. Lúcia, Milena e Gabriela incluíram bens que estão avaliados em R$ 4,4 milhões. Os bens de Silas Câmara não aparecem no sistema do TSE.

Estagiária

Ainda sobre números dos Câmara, há uma informação que chama a atenção no caso de Gabriela. Ela disse ao TSE que é estagiária, estudante bolsista e apresentou um patrimônio de R$ 850,3 mil.

Encrenca

A família Câmara tem sido frequente na mídia por protagonizar escândalos. Em 2010, Heber e Milena Câmara, filhos de Silas e Antônia Lúcia, foram presos pela PF, no Acre. Eles estavam com R$ 475 mil não declarados. Por isso, foram chamados pela revista Época de “casal encrenca”.

Doadora Empresa do Polo Industrial de Manaus figura como a principal financiadora da campanha da senadora Ana Amélia (PP), candidata que lidera as pesquisas ao Governo do Rio Grande do Sul. Trata-se da Arosuco S/A, da Ambev, que doou R$ 250 mil dos R$ 650 mil que o PP-RS arrecadou até aqui.

Rateio

No sistema eletrônico de prestação de contas do TSE, a Arosuco também figura como doadora de campanhas no Rio Grande do Norte (R$ 500 mil), em Pernambuco (R$ 250 mil), no Rio de Janeiro (R$ 300 mil), no Distrito Federal (R$ 370 mil) e ao PMDB nacional, ao qual destinou R$ 3 milhões.

Gigante

O ex-senador João Pedro (PT), candidato a deputado federal que figura como nanico em doações a sua campanha, vai aparecer como gigante na propaganda de rádio e TV que começa nesta semana. Ele terá mais de dois minutos, o dobro, por exemplo, do que terá o candidato a governador pelo PSB, Marcelo Ramos.

Comparação

Para se ter ideia do que isso representa, basta comparar com os candidatos federais de sua coligação. Marcos Rotta (PMDB) terá 30 segundos; Eron Bezerra (PCdoB) 15 segundos; e Hissa Abrahão (PPS), terá onze segundos de TV.

Cardeais

Sexta-feira, enquanto esperava para entrevistar o senador Eduardo Braga, em seu escritório na Ponta Negra, repórter de A CRÍTICA contou que em trinta minutos ele fez duas ligações para cardeais de seu partido: primeiro para Renan Calheiros; depois para Michel Temer.

Aliados

De olho nos números de pesquisas internas, aliados do deputado José Ricardo (PT) vão pedir maior empenho dos vereadores Waldemir José e Bibiano na campanha dele.

Pinga-fogo

O navio Cisne Branco, que faz linha Santarém (PA)-Manaus, apresentou um problema na última sexta-feira, quando se aproximava da cidade de Parintins e precisou ser rebocado no início da noite.

A notícia em si pode não ter importância jornalística. Mas a história do casco desse navio não suscita boa lembrança. Ele era o navio Sobral Santos 2, parte do drama do maior acidente fluvial ocorrido na Amazônia em mais de 30 anos.

O Sobral Santos 2 naufragou no dia 18 de setembro de 1981 no porto de Óbidos. Até hoje não se sabe ao certo quantas pessoas morreram. Falam-se de 250 a 300 pessoas. Estava lotado e supercarregado. O casco foi construído em 1957.

sobre este blog

Blog do Sim & Não

É a coluna de opinião publicada no jornal A Crítica de Manaus, que agora chega à sua versão na internet, trazendo os fatos e os bastidores da política, da cidade e da economia, como faz há 60 anos em sua versão impressa

calendario de entradas

<Anterior Próximo>
novembro 2014
S T Q Q S S D
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30