Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Morre Lauren Bacall, estrela da 'Era de Ouro' hollywoodiana

A atriz estadunidense Lauren Bacall morreu na noite desta terça-feira (12). Ela tinha 89 anos e sofreu um derrame em casa, no início da noite

Lauren e seu famoso olhar de baixo para cima

Lauren e seu famoso olhar de baixo para cima (Reprodução/Internet)

A atriz estadunidense Lauren Bacall morreu na noite desta terça-feira (12). Ela tinha 89 anos e sofreu um derrame em casa, no início da noite.

Ela atingiu fama cedo, aos 20 anos, quando estrelou Uma Aventura na Martinica (1944), do diretor Howard Hawks. Durante os testes para o filme, ela ficava tão nervosa a ponto de tremer, o que a levou a jogar o queixo em direção ao peito e olhar para câmera de baixo para cima. Esse olhar virou seu símbolo.

Além disso, ela contracenou no longa com o icônico ator Humphrey Bogart, com quem veio a se casar no ano seguinte, a despeito de sua diferença de idade (quando casaram, Lauren tinha 20 anos e Humphrey, 45).  

Ela continuou fazendo filmes "noir" e, famosamente, repetiu a parceria com o marido em mais três ocasiões: À Beira do Abismo (1946), Prisioneiro do Passado (1947) e Paixões em Fúria (1948). 

A atriz chamou a atenção em Como Agarrar um Milionário (1953) -- que também contava com Marilyn Monroe no elenco -- e Escrito no Vento (1956), do mestre dos dramalhões dos anos 50, Douglas Sirk.

Pouco tempo depois desses sucessos, Humphrey morreu de câncer em 1957. Após sua morte, Lauren teve um curtíssimo affair com Frank Sinatra e, entre 1961 e 1969, foi casada com o ator Jason Robards.

Apesar da grande marca que seu início de carreira deixou em Hollywood, Lauren passou a se dedicar mais ao teatro com o passar dos anos e ganhou dois Tonys (o maior prêmio do teatro norte-americano) pelos musicais Applause e Woman of the Year (em 1970 e 1972, respectivamente).

Foi indicada ao Oscar uma vez, em 1997: concorreu ao de Melhor Atriz Coadjuvante pelo filme O Espelho Tem Duas Faces, mas não levou. Ganhou um Oscar honorário, em 2009, pelas contribuições ao cinema.