Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

'Preciso me curar', diz cantor Hudson após ser internado em clínica de reabilitação

Depois de se envolver em inúmeras polêmicas, envolvendo drogas e até armas de fogo, o sertanejo da dupla Edson & Hudson se internou por vontade própria

Hudson foi preso em flagrante com duas armas em São Paulo

Em 2013, Hudson foi preso em flagrante com duas armas em São Paulo (Divulgação)

O cantor sertanejo Udson Cadorini Silva, da dupla Edson & Hudson, foi internado em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos, nesta sexta-feira (14).

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da dupla por meio de um comunicado. “Preciso me curar e este é o momento decisivo na minha vida. Peço o apoio e as orações de todos os nossos fãs e amigos”, afirmou o músico. “É uma batalha muito difícil de ser vencida, mas estou determinado”, disse.
O cantor está internado no estado de São Paulo, no entanto, não foi divulgado exatamente onde a clínica se localiza.

Hudson já foi ‘alvo’ de inúmeras críticas. Em dezembro do ano passado, Hudson foi detido junto com um amigo, após ser flagrado com uma pequena quantidade de maconha no carro que dirigia. Como o amigo do cantor assumiu a posse da droga, ele foi considerado apenas testemunha no caso.

Antes disso, Hudson já havia sido preso duas vezes em um mesmo dia em março do ano passado. Depois de supostamente ameaçar a ex-esposa, a polícia encontrou uma pistola 380, um revólver.38, um canivete, um soco-inglês e uma faca de cozinha com o cantor. Ele foi liberado após pagar fiança de R$ 6 mil. Na mesma noite, após receberem denúncia anônima, policiais o prenderam novamente. Ao revistarem a casa de Hudson, em Limeira (SP), encontraram mais armas, munição e maconha.

Pelo segundo crime, o sertanejo foi condenado a três anos e seis meses em regime fechado. No entanto, a pena foi trocada por serviços à comunidade e doação no valor de R$ 65 mil a uma instituição de caridade.

*Com informações do site crreiobraziliense.com