Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Centenas de alunos participam da abertura dos jogos estudantis de comunidades rurais de Manaus

As competições iniciais ocorreram na comunidade Paraná do Chita, na Escola Municipal Mário Palmério, às margens do Rio Negro. Os jogos continuam até sexta-feira (16)

Ao todo, alunos de 12 comunidades do Rio Negro foram até a escola para participar de atividades físicas iniciais

Ao todo, alunos de 12 comunidades do Rio Negro foram até a escola para participar de atividades físicas iniciais (Divulgação)

Cerca de 350 alunos participaram nesta segunda-feira (12) da abertura dos Jogos Estudantis do Rio Negro e do Rio Amazonas, organizados pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). As competições iniciais ocorreram na comunidade Paraná do Chita, na Escola Municipal Mário Palmério, às margens do Rio Negro.

Ao todo, alunos de 12 comunidades do Rio Negro foram até a escola para participar de atividades físicas iniciais, entre elas as comunidades Santa Izabel, Bela Vista, Costa do Arara, Nova Canaã e comunidade indígena de Terra Preta. Os jogos continuam até sexta-feira (16).

 “Quando falamos dos jogos, os alunos ficaram bastante empolgados. Então levamos essa possibilidade para a Divisão Rural e foi bem aceita até por uma questão de logística. Aqui fica perto das outras comunidades vizinhas”, informou a gestora da Escola Municipal Mário Palmério, Aurinéia Freire de Souza.

O setor da Semed responsável por todas as escolas localizadas na área ribeirinha e rodoviária é a Divisão Rural, que possui uma assessoria pedagógica. A responsável por essa área e organizadora dos jogos é Fernanda Freitas, que informou que o primeiro dia de disputas foi produtivo e disse esperar pelo mesmo sucesso no restante da semana.

“Esse foi apenas o primeiro dia e tivemos apenas o futebol. Durante a semana teremos outras atividades com um numero maior de alunos, que pode chegar a 700, pois há comunidades distantes que fazem a inscrição no dia dos jogos”, relatou Fernanda Freitas.

Desafio

Enfrentar uma hora de viagem de barco até o local dos jogos é algo que fica em segundo plano para a gestora Rosimare da Silva, que levou 20 alunos da Escola Municipal Rui Barbosa, localizada na comunidade Nova Canaã, no Rio Negro, para disputar os jogos.

“Nós fazemos o possível para levar essa oportunidade para os alunos. É uma boa iniciativa da secretaria. Na nossa escola temos 75 alunos, mas com a idade adequada para a participação nas modalidades temos, apenas, 20 e fizemos de tudo para trazê-los, disse Rosimare.

Os alunos participantes têm entre oito e 17 anos de idade e estão divididos nas categorias mirim, infantil e juvenil. Os jogos servem como uma primeira seletiva para as Municipíadas, que ocorrem em outubro, na zona urbana. Antes das Municipíadas, haverá outra seletiva no mês de agosto no CSU do Parque 10, em Manaus.

“Tudo isso é para que todos os alunos, de todas as comunidades participem dos jogos, já que por questões de logísticas ficaria inviável levar todos em outubro. Portanto, selecionamos os primeiros e segundo colocados em cada modalidade e, como “premiação”, eles ganham essa ida até a capital”, informou Fernanda Freitas.

*Com informações da assessoria de imprensa