Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Juliana Albuquerque e Felipe Ribeiro vencem 41ª Travessia Almirante Tamandaré

O evento, que reuniu 96 nadadores, foi promovido pelo 9º Distrito Naval, com apoio da Prefeitura de Manaus

Jefferson Mascarenhas é um veterano da Travessia Almirante Tamandaré

Jefferson Mascarenhas é um veterano da Travessia Almirante Tamandaré (Divulgação/ Semjel)

Juliana Albuquerque e Felipe Ribeiro foram os grandes campeões da categoria Adulto da 41ª Travessia Almirante Tamandaré, principal prova de águas abertas do Amazonas, realizada na manhã deste domingo (15), na praia da Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus. O evento, que reuniu 96 nadadores, foi promovido pela Marinha do Brasil - 9º Distrito Naval, com apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel) e da Federação Amazonense de Desportos Aquáticos (Fada).

Juliana Albuquerque saiu de Manaus há três anos, quando foi convidada para defender o Minas Tênis Clube (MG). De férias na capital, a amazonense reinou absoluto na competição, de ponta a ponta. A representante de Minas Gerais, ainda se destacou pelo ótimo tempo, ao cruzar a linha de chegada em 1h17min50seg, bem à frente da segunda colocada Isabelle Nobre, que terminou em 1h23min40seg e do terceiro lugar Flávia Cantanhede, de Boa Vista, que fechou em 1h24min25seg.


"Estou muito feliz por ter vencido, pois assim que fiquei sabendo que participaria da prova comecei a trabalhar junto com meus técnicos, Adriana Mitidiere e Amauri Machado, um treino específico de velocidade e força. Não tive dificuldades e nem estranhei o calor. É muito bom retornar para minha cidade e levar para minha “outra” casa uma lembrança tão significativa", comemorou Juliana, 17.

Emocionado no pódio e estendendo uma bandeira do amigo e nadador Pedro Nicolas, que faleceu no mês passado vítima de um acidente fatal, o amazonense Felipe Ribeiro afirmou que não haveria melhor presente de Natal do que o primeiro lugar na Almirante Tamandaré. Segundo ele, esta foi sua estreia na categoria Adulto. "Graças a Deus, já comecei na Adulto com o pé direito, não poderia ser melhor. Treinei muito, acreditei e este é meu presente antecipado de Natal. Estou fechando o ano com chave de ouro e apesar da prova ter sido muito difícil, consegui me manter todo tempo na frente e ganhar", contou ele.

Novidades para 2014

Presente na competição, o Comandante do 9º Distrito Naval, Vice-Almirante Domingos Sávio Almeida, anunciou que, no próximo ano, a Travessia Almirante Tamandaré voltará a ter o mesmo percurso de quando foi criada: 8km, saindo do Cacau Pirera. Além disso, revelou que a prova será aberta para atletas locais, nacionais e internacionais.

"Em 2014 queremos fazer uma edição internacional e voltaremos com a travessia original. Para nós, será uma grande satisfação e uma maneira de apresentar uma competição de águas abertas ao mundo. Afinal, quem não tem interesse em participar de uma prova num Estado que é famoso por seus rios de águas escuras e barrentas?", indagou o comandante.

Para o titular da Semjel, Fabrício Lima, que também participou da prova na categoria Máster, já está mais do que na hora da Travessia Almirante Tamandaré "voltar" a sua origem. "Foi com uma grande satisfação que recebi do comandante Domingos esta ideia, e com toda certeza a Prefeitura de Manaus tem total interesse em apoiar a volta da Travessia por completo, pois desde 2009 que ela foi reduzida e estamos devendo isso aos atletas e a nova safra de nadadores. A Travessia Almirante Tamandaré foi a primeira do Brasil,  ano que vem vai completar a 42ª  edição, e nada melhor do que partindo do seu local de origem", disse o secretário.

O senhor das águas

Em 1979, aos 13 anos de idade, Jefferson Mascarenhas conquistou o 1º lugar geral da Travessia Almirante Tamandaré, tornando-se o atleta mais jovem a vencer a prova que na época era de 10km. Após 34 anos, o amazonense voltou a figurar no pódio da competição na manhã deste domingo, só que desta vez pela categoria Máster.

"Eu realmente não lembro quantas medalhas ou títulos eu tenho pela Tamandaré, pois desde meus 13 anos, nunca parei de participar e já passei por todas as categorias. Acho que tenho mais de 20 títulos, e o mais engraçado é que todas as vezes que eu cruzo a chegada sinto uma emoção diferente e enquanto eu estiver sentindo isso não irei parar. Minha vida é a natação", disse Mascarenhas, 47, ao afirmar que a palavra aposentadoria ainda é "desconhecida".

Resultados

Adulto Feminino

Juliana Albuquerque  - 1h17min50seg

Isabelle Nobre – 1h23min40seg

Flávia Cantanhede – 1h24min25seg


Adulto Masculino

Felipe Ribeiro – 1h15min22seg

Leonardo Brasil – 1h15min43seg

Flávio Monteiro- 1h18min10seg

*Com informações da assessoria de imprensa da Semjel