Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Honduras possui missão difícil contra a Suíça na quarta-feira (25)

Apesar do panorama desfavorável, Honduras ainda crê em classificação para a segunda fase da Copa do Mundo na quarta-feira (25) na Arena da Amazônia - Vivaldo Lima, contra a seleção da Suíça

"São possibilidades matemáticas, isso é bem mais difícil do que entrar apenas para vencer. Temos que entrar para vencer com um saldo mínimo de três gols", comentou o técnico Suárez.

"São possibilidades matemáticas, isso é bem mais difícil do que entrar apenas para vencer. Temos que entrar para vencer com um saldo mínimo de três gols", comentou o técnico Suárez. (Márcio Silva)

A equipe de Honduras realizou seu único treinamento físico no campo da Arena da Amazônia às 15h30 desta terça-feira (24) antes do jogo decisivo contra a Suíça, pelo grupo E da Copa do Mundo.

A imprensa teve acesso a todo o coletivo e pôde conferir que os hondurenhos treinaram muitas finalizações e cruzamentos na área. Após 40 minutos de atividades, o técnico Luis Fernando Suárez conversou com os jornalistas e falou sobre a ínfima chance de classificação para a próxima fase da Copa.

“Para conseguirmos a classificação amanhã, temos que derrotar 14 jogadores e não apenas 11. Teremos que estar 100% corretos. Se cair uma geada temos que encarar. Os fatores serão iguais para todos. Temos que pensar em jogar bem e esquecer os fatores externos”, disse o comandante, que além de ser obrigado a vencer a Suíças, precisa torcer para uma goleada da França contra o Equador.


“Às vezes jogam bem, às vezes jogam mal, mas isso pode acontecer com qualquer seleção. Ninguém está aqui para jogar sempre bem ou sempre mal. São circunstâncias que acontecem no futebol e com os seres humanos. O técnico deles (Suíça) deve estar pensando em mudar o time, e que tem fazer as coisas melhorarem”, continuou.


Suárez ainda lembrou de peças importantes em seu elenco, que está junto há três anos, desde as eliminatórias para conseguir uma vaga para a Copa no Brasil. Juan Carlos Garcia, lateral hondurenho, é considerado um jogador chave na busca pela classificação. “Foi muito importante para a nossa classificação de Honduras para a Copa do Mundo, é o artilheiro até agora da lateral esquerda amanhã. É claro que uma condição é acreditar que as coisas sejam possíveis mesmo com poucas esperanças, o grupo vai lutar até o fim, com o sentimento de que todos devem contar um com o outro. Não vamos mudar nada amanhã”, finalizou o treinador.

*Com informações dos repórteres Augusto Costa e Lorenna Serrão

**Leia mais na edição de quarta-feira (25) do Jornal A CRÍTICA