Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Corinthians dá novo vexame em perde por 2 a 0 em casa para Bragantino

Timão fez feio novamente e perdeu em casa para o Bragantino por 2 a 0 ampliando para quatro partidas jogadas e sem nenhuma vitória

Jogadores do Timão mostraram abatimento após sofrer 1º gol contra o Bragantino

Jogadores do Timão mostraram abatimento após sofrer 1º gol contra o Bragantino (Reprodução)

Em crise, o Corinthians recebeu o Bragantino na noite desta quarta-feira (5) no Pacaembu e perdeu o 4º jogo consecutivo por 2 a 0 em partida válida pela 6º rodada do Campeonato Paulista. A crise se ampliou no Parque São Jorge e a fiel torcida corinthiana ficou na bronca com os jogadores que mais uma vez mostraram apatia em campo.

O Corinthians agora ocupa a vice lanterna do Grupo B do Paulistão 2014 com apenas seis pontos conquistados e igualou a marca negativa de quatro jogos sem vitórias que ocorreu pela última vez em 2007, ano em que foi rebaixado para a Série B.

 O jogo

Um clima de animosidade tomou conta do Pacamebu. Desde as arquibancadas, os torcedores comuns entraram em conflito com as torcidas organizadas do time, mas a polícia militar controlou a situação rapidamente.

Membros da Pavilhão 9 entraram com esparadrapos na boca para simbolizar uma ‘censura’ que estariam recebendo da diretoria Corinthiana.

A equipe de Mano Menezes tentava trabalhar a bola no meio de campo e abrir espaços para tentar as jogadas de ataque. Bem postada em campo, a equipe do Bragantino não dava chances para as investidas do Timão se valendo de uma forte marcação.

Sem mostrar criatividade em campo, o Corinthians pareceu apático em campo, e confuso taticamente. Guerrero esbravejou muito com seus companheiros e chegou até a acertar um soco no próprio rosto.

Para mostrar que quando a fase é ruim nada dá certo, o Bragantino saiu na frente no placar com um gol contra do zagueiro Felipe. Cesinha cruzou na área do Timão e Felipe, de carrinho, mandou contra o patrimônio. Corinthians 0 a 1 Bragantino.

Tássio ampliou o placar aos 39 minutos do 1º tempo. Ele carregou a bola tranquilamente até ficar cara a cara com Walter que chegou a pegar na bola, mas a bola sobrou para o próprio Tássio que mandou para as redes. Corinthians 0 a 2 Bragantino.

No segundo tempo o Corinthians tentou correr atrás do prejuízo e conseguiu acuar o Bragantino em seu campo de defesa. Mesmo sem mostrar o um futebol vistoso e se valendo muito mais da raça do que técnica, o Timão criou chances de gol mas falhou na finalização.

O técnico Mano Menezes sacou o volante Ralf para a entrada do atacante Sheik Emerson e Uendel deu entrada para Jocinei, tentando aproveitar o momento de lucidez da equipe.

Jocinei e Guerrero tiveram grandes chances de diminuir a diferença no placar mas falharam no momento certo, frustrando a torcida no Pacaembu.

Emerson foi responsável pela expulsão de Francesco do Braga, que fez falta feia no atacante quando o mesmo se desvencilhou da marcação.


Corinthians

Walter, Fagner, Cléber, Felipe, Uendel, Ralf, Guilherme, Luis Ramírez, Zé Paulo, Romarinho, Paolo Guerrero

Técnico: Mano Menezes

Bragantino

Rafael Defendi, Alexandre, André Astorga, Guilherme Mattis, Geandro, Francesco, Gustavo, Magno, Léo Jaime, Cesinha, Tássio

Técnico: Marcelo Veiga

Trio de arbitragem

Guilherme Ceretta de Lima (árbitro), Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (auxiliar) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (auxiliar).