Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Princesa empata em 3 a 3 com Manaus FC na rodada de estreia do campeonato estadual

O novato Manaus FC mostrou que vai dar trabalho no campeonato e quase apronta uma surpresa na casa do Princesa do Solimões. Mesmo com um início apático no jogo, o Princesa conseguiu se recuperar e evitar o pior no Gilbertão

Princesa do Solimões teve que se superar para arrancar um empate em sua casa contra o perigoso Manaus FC na estreia do estadual

Princesa do Solimões teve que se superar para arrancar um empate em sua casa contra o perigoso Manaus FC na estreia do estadual (Marcio Silva)

Um jogo com seis gols marcados, chuva, gramado encharcado, emoção e muitas chances perdidas. Assim foi o empate em 3 a 3 entre Princesa do Solimões e Manaus FC na tarde deste sábado (1) pela rodada de abertura do Campeonato Amazonense 2014.

Com transmissão ao vivo pela TV A Crítica, os atuais campeões das séries A e B do Estadual se enfrentaram no estádio Gilberto Mestrinho, em Manacapuru, Região Metropolitana de Manaus. O destaque do jogo foi o jogador Fininho, do Princesa, que além de cobrar um pênalti com categoria ainda foi o autor de um gol olímpico no segundo tempo.

O Jogo

A equipe comandada pelo português Paulo Morgado, Manaus FC, não se intimidou por jogar fora de casa e iniciou melhor a partida com a equipe bem distribuída em campo, que diminuiu os espaços no gramado. A postura dos visitantes dificultou o trabalho do Princesa, que pareceu não estar tão concentrado no início da partida quanto seu adversário.

A primeira grande chance de jogo foi justamente dos visitantes. Aos 3 minutos Claudinei se livrou da marcação pela direita e chutou cruzado para o gol de Milton, que se esticou todo mas não alcançou a bola rasteira que acabou indo para a linha de fundo.

Muito rápido em campo, Claudinei continuou infernizando a vida da defesa do Tubarão pela direita com subidas velozes ao ataque.

Enquanto isso, Marinelson sofria marcação cerrada da defesa do Manaus FC e pouco produziu durante a primeira etapa do jogo. Mas não foi somente o atacante do Princesa que foi anulado. O time de Manacapuru tinha dificuldades em desenvolver suas jogadas de ataque diante da bem postada defesa dos visitantes.

Melhor em campo, o Manaus FC abriu o placar aos 17 minutos com Cristiano após cobrança direta de falta. A bola desviou na barreira do Princesa e "vendeu" o goleirão Milton no lance. A bola entrou vagarosamente no canto direito do gol. Princesa 0, Manaus FC 1.

Dois minutos depois, Nando foi puxado na área por Emerson e o árbitro Antônio Frutuoso marcou pênalti a favor do Princesa. Emerson ainda levou um amarelo pela falta. Fininho foi para a cobrança e com categoria deslocou Nelsinho para empatar o jogo em 1 a 1.

A partida continuou com o Manaus FC apostando mais nos contra-ataques que surgiam das tentativas pouco inspiradas de jogadas ofensivas do Tubarão. Uma forte chuva, que era anunciada pelo tempo fechado em Manacapuru, caiu e deixou o gramado do Gilbertão encharcado, dificultando o toque de bola dos times.

Claudinei aproveitou uma bola de contra-ataque e foi até a linha de fundo do Princesa, saiu da marcação e cruzou rasteiro para Joiner, que mostrou oportunismo ao se adiantar da defesa adversária para marcar o gol com chute rápido. Manaus saiu na frente: 2 a 1 para o Gavião do Norte.

Tubarão acorda

Os times foram para o intervalo com o placar negativo para o Princesa. O técnico Marquinhos Piter teve de mexer com os brios de seus jogadores e a equipe que entrou em campo após o intervalo foi outra.

Mais atenta a cada lance que surgia, o Princesa já iniciou a segunda etapa sufocando o Manaus em seu campo de defesa. A rápida movimentação do time no meio de campo confundiu a marcação adversária. Aos 5 minutos, o zagueiro Emerson, que já tinha amarelo, fez falta feia em Alberto e foi expulso por Frutuoso.

Com um a menos em campo, os dois técnicos iniciaram as primeiras mudanças para tentar tirar o melhor proveito da situação.

Para recompor sua defesa, Morgado sacou Joiner, Tubarão e Juninho do time e colocou Marinho, Jean Carlos e Cristiano. Já Marquinhos Piter tirou Nando e Clemilton para colocar Charles e Israel, ficando assim com três atacantes em campo.

A pressão do Princesa surtiu efeito e aos 13 minutos Fininho cobrou escanteio com efeito e a bola acabou entrando no gol sem encostar em nenhum outro jogador. Um golaço olímpico que animou a torcida no Gilbertão e principalmente o técnico Marquinhos Piter, que vibrou muito. O placar marcava 2 a 2.

Mas, a postura ultra ofensiva do Princesa acabou expondo sua retaguarda. Em lance de ataque aos 21 minutos, Marinelson perdeu uma chance incrível de marcar o gol da virada cara a cara com o goleiro Nelsinho, que defendeu com facilidade. O lance acabou gerando um rápido contra-ataque e Claudinei recebeu a bola sem marcação. Livre, ele avançou no campo adversário e mostrou frieza ao deslocar o goleiro do chute a gol que pôs o Manaus FC novamente na frente. Princesa 2 a 3 Manaus FC.

Mesmo com o novo revés, o Tubarão não desanimou e continuou criando chances de gol, todas perdidas. Marinelson mostrou não estar em seu dia ideal e perdeu, ao menos, mais três chances claras de gol.

A salvação de uma derrota na estreia para os donos da casa veio aos 37 minutos com Michel Parintins, que soltou uma bomba cruzada no ângulo direito de Nelsinho. Um golaço. Princesa 3 a 3 Manaus FC.

Princesa do Solimões

Milton; Clemilton, Flávio, He-Man e Alberto; Amaral, Delciney, Fininho e Michel Parintins; Marinelson e Nando.

Técnico: Marcos Piter

Manaus FC

Nelsinho; Emerson, Pedras, Pastor e Alexandre; Pit Bull, Darlan, Claudiney e Juninho; Cristiano e Joiner.

Técnico: Paulo Morgado.

Trio de arbitragem

Antônio Frutuoso (árbitro), Jander Rodrigues (auxiliar) e Noélia Chaves (auxiliar)

Resultado da rodada

Mais dois jogos completaram a rodada inicial do campeonato amazonense nesta tarde de sábado (1). Jogando em Rio Preto da Eva, no estádio Francisco Garcia, o Nacional de Manaus perdeu na estreia por 3 a 2 para o Nacional de Borba. Já o Fast aniquilou o Sulamerica por 6 a 2 no campo da Ulbra, em Manaus.