Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Princesa vence Brasiliense por 3 a 1 em estreia na Copa do Brasil

O meia atacante Michell Parintins foi o nome do jogo, marcando um gol e participando dos outros dois marcados pela equipe de Manacapuru. O Princesa abriu boa vantagem sobre a equipe do Distrito Federal para a partida de volta

O Princesa do Solimões venceu a partida contra o Brasiliense por 3 a 1

O Princesa do Solimões venceu a partida contra o Brasiliense por 3 a 1 (Evandro Seixas)

O Princesa do Solimões não tomou conhecimento do Brasiliense e venceu por 3 a 1 na noite desta quarta-feira (16) em sua estreia na Copa do Brasil. A partida foi disputada no campo de futebol Roberto Simonsen, no Clube do Trabalhador, Sesi, na Zona Leste de Manaus, diante de 1.280 torcedores.

Em atuação de gala do meia Michell Parintins, o Tubarão de Manacapuru abriu dois gols de vantagem ainda no primeiro tempo. Foi o que queria o técnico Marquinhos Piter, que recuou o time e administrou o resultado na etapa final.


O próximo encontro entre as duas equipes será no na próxima quarta-feira (23) em Brasília, no estádio Elmo Serejo Farias. O Tubarão agora possui a vantagem de jogar por um emapte de 0 a 0 ou 1 a 1, ou ainda perder por um gol de diferença.

Gols

O Princesa do Solimões teve postura ofensiva no início da partida, aproveitando o fato de jogar ‘em casa’. Liderados por Michell Parintins, as jogadas eram trabalhadas, dando trabalho para a equipe do Distrito Federal.

Aos 19 minutos do primeiro tempo, Michell recebeu a bola da esquerda após bom lance de ataque do Tubarão. O meia mostrou boa pontaria e acertou belo chute de fora da área abrindo o placar. Princesa 1 a 0 Brasiliense.

No fim da primeira etapa, aos 40 minutos, Michell cobrou falta na área do Jacaré, Branco aproveitou o presente e marcou o segundo do time de Manacapuru. Princesa 2 a 0 Brasiliense.


Precisando diminuir o prejuízo para ainda ter chances de reverter o placar em casa, o Brasiliense foi para o ataque na segunda etapa. Aos 21 minutos, Luiz Carlos cobrou falta e o goleirão Milton acabou aceitando e deixou a bola entrar. Princesa 2 a 1 Brasiliense.

Mas não demorou muito para o Tubarão marcar mais um. Três minutos depois Michell Parintins recebeu bom cruzamento na área, tentou o chute mas Helder defendeu, Nando aproveitou a sobra e fez o terceiro do Princesa. Princesa 3 a 1 Brasiliense.

Princesa do Solimões

Milton; Delciney, Lídio, He-Man e Alberto; Rondinelli, Amaral e Fininho; Michel Parintins, Branco e Nando.

Técnico: Marcos Piter.

Brasiliense

Helder; Baiano, Fábio Brás, André Luís e Cesinha; Júlio Bastos, Everton, Zé Roberto e Luquinha; Peninha e Luiz Carlos.

Técnico: João Carlos Cavalo.

Trio de arbitragem

Dewson Fernando Freitas da Silva (árbitro), Diorgenes Menezes (auxiliar) e Rafael Bastos Cardoso (auxuliar).


*Mais informações na edição de quinta-feira (17) do caderno CRAQUE no Jornal A CRÍTICA