Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Mesmo com melhor campanha, técnico francês coloca Alemanha como favorita

Didier Deschamps afirma que conforme a equipe vai avançando, o nível de exigênc ia que o torneio imprime é cada vez maior, e que por isso,  a França terá um grande desafio diante a poderosa Alemanha

Didier Deschamps era capitão da equipe que venceu o Brasil na final da Copa de 1998

Didier Deschamps era capitão da equipe que venceu o Brasil na final da Copa de 1998 (Bruno Kelly)

Com melhor campanha que a Alemanha por saldo de gols neste Mundial, a França chega de fininho e já é uma das favoritas competição. Afinal, como muitos campeões, o time saiu desacreditado após se classificar na última fase das Eliminatórias Europeias.

O que mudou no time francês em tão pouco tempo? Para o técnico Didier Deschamps, campeão do mundo em 1998 como jogador, foi a própria classificação para a Copa do Mundo que deu novo vigor à Seleção, mesmo após a perda do craque Frank Ribéry.

"O dia 19 de novembro (data do ultimato francês nas Eliminatórias). Era se classificar ou ficar em casa, isso é que mudou, depois houve, claro, outras coisas importantes que me permitiram a chegar aqui", diz o técnico, que joga qualquer tentativa de torná-los favoritos para escanteio.

"Se pudermos rotular um grupo com seleções favoritas, certamente a Alemanha estaria entre elas. A Alemanha em teoria é melhor, mas temos que continuar fazendo o que fizemos bem até aqui, porém fazer mais em todos os níveis, porque as exigências são maiores", declarou.

A França enfrenta a Alemanha amanhã, no estádio do Maracanã, às 12 horas de Manaus, pelas quartas de final da Copa do Mundo. A equipe do CRAQUE estará lá para acompanhar a partida. Afinal, se vencer a Colômbia, no mesmo dia, o Brasil terá pela frente o vencedor deste jogo.

**Leia mais na edição de sexta-feira (4) do Jornal A CRÍTICA