Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Brasil esbarra em paredão mexicano chamado Ochoa

O Brasil tentou e criou diversas chances claras de gol na partida contra o México, mas não contava com a atuação inspirada do goleiro adversário Guillermop Ochoa, que garantiu o 0 a 0 em Fortaleza

Neymar sai da marcação e avança

Neymar sai da marcação e avança (Clovis Miranda)

A Seleção Brasileira bem que tentou, mas acabou esbarrando no goleiro Guillermo Ochoa e ficou mesmo num 0 a 0 contra o México, nesta terça-feira (17), no estádio Castelão, em Fortaleza. Com o resultado, os times chegaram a quatro pontos no Grupo A, mas o Brasil ainda segue na liderança pelo saldo de gols.

Brasil e México começaram o jogo de forma quente, pra cima, do jeito que o povo gosta. Aos nove minutos Oscar cruzou na área, Fred recebeu e mandou pelo lado de fora da rede, mas o bandeira já tinha marcado impedimento.

Se o Brasil tentava de um lado, o México não fazia por menos. Aos 22 minutos, o meia Hector Herrera mandou um balaço de fora da área. Julio Cesar tirou com a ponta dos dedos, mas o árbitro deu tiro de meta, para desespero dos mexicanos.  

Aos 25 minutos, Dani Alves fez uma bela jogada e descolou um cruzamento perfeito na cabeça de Neymar, que cabeceou para baixo, no canto direito do goleiro. Foi aí que Guillermo Ochoa operou um verdadeiro milagre no Castelão, fazendo uma defesa espetacular.

Em dos últimos lances do primeiro tempo, Neymar cobrou falta no meio de campo e alçou bola para a defesa mexicana. Paulinho recebeu meio sem jeito, chutou e o goleiro mais uma vez defendeu. O México tentava jogadas ofensivas com Peralta e Vazquez, mas a defesa brasileira conseguia anular bem os avanços mexicanos.

Antes do final do primeiro, Ramires, que substituiu Hulk e nada fazia em campo, ainda conseguiu levar um cartão amarelo depois de falta grosseira em Paul Aguilar.

Segundo tempo

Parece que Felipão não gostou nada da atuação de Ramires e o substituiu por Bernard no intervalo. O Brasil deveria ficar mais ofensivo, mas quem cresceu na partida foi o time do México. Aos nove minutos Jose Vazquez mandou outro balaço de fora da área.

Giovani dos Santos também testou Julio Cesar.  Herrera fez o mesmo. O México só crescia na partida.  Aos 13 Aguilar levou amarelo depois de fazer falta dura em Bernard. Vazquez também levou amarelo ao fazer falta em Neymar três minutos depois.

Fred continuava preso na marcação dos mexicanos. Felipão o tirou do jogo para a entrada de Jô. No minuto seguinte uma das melhores chances de Neymar. Ele recebeu cruzamento na grande área, matou no peito e chutou para o goleirão Ochoa operar outro milagre, salvando de coxa aos 23 minutos.

O técnico Miguel Herrera resolve arrisca. Tira Peralta e lança Chicharito aos 27 minutos. Aos 30 o México muda de novo. Fabian entra para a saída de Herrera. Na sequência Jô tem uma das melhores chances da partida. Ele recebeu limpo na área e chutou cruzado para fora.

Prejuízo

O capitão Thiago Silva vinha fazendo uma partida perfeita até que entrou duro em cima de Chicharito e acabou levando amarelo. Poderia até ter sido expulso. A torcida mexicana ia a loucura no Castelão. Felipão ainda lançou William em uma tentativa de inaugurar o placar.

Aos 39 minutos, Thiago Silva quase abriu o placar. Neymar cobrou falta pela direita levantando com perfeição para o capitão, que cabeceou para outra defesa espetacular de Ochoa.

E a Seleção quase sofreu gol aos 45 minutos. Jimenez bateu cruzado para ótima defesa de Julio Cesar. Fim de jogo. Brasil fica no empate em 0 a 0 com o México.