Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Técnico da Alemanha se diz preocupado com a violência da equipe brasileira

Em entrevista coletiva antes do jogo decisivo contra o Brasil, Joachim Low disse que o nível de violência no jogo da Seleção Brasileira foi além do que se vê no futebol europeu

"Foram 38 minutos de pausas por conta de faltas", disse Low sobre a partida entre Brasil e Colômbia

"Foram 38 minutos de pausas por conta de faltas", disse Low sobre a partida entre Brasil e Colômbia (Reprodução)

O técnico da seleção alemã, Joachim Low, também demonstrou preocupação com a arbitragem para o jogo desta terça-feira (8) contra a Seleção Brasileira, válido pela semifinal da Copa do Mundo, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Mas, diferente dos demais treinadores, que chegaram a levantar suspeitas sobre um possível favorecimento à Seleção Brasileira por parte dos árbitros, Löw demonstrou outro nível de preocupação: com a violência mesmo.  

“O jogo entre Brasil e Colômbia foi uma luta entre ambos os times. Foram 38 minutos de pausas por conta de faltas. Os torcedores não gostam quando se para o jogo o tempo inteiro. Isso não é normal. No jogo entre Brasil e Colômbia teve muita falta por trás. Temos que proteger os jogadores. Percebi que os atacantes, tanto Neymar quanto James Rodríguez receberam muitas faltas agressivas. Isso não é uma coisa boa”, atestou.

Para Löw, o nível de violência no jogo do Brasil foi além do que se vê no futebol europeu. “Se fosse um jogo do futebol europeu com certeza os times não terminariam com 11 de cada lado”, opinou o treinador.  

**A cobertura completa da semifinal da Copa do Mundo entre Brasil e Alemanha você confere na edição de terça-feira (8) do caderno CRAQUE, no jornal A CRÍTICA.