Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Alemanha deita e rola em cima do Brasil e vai para a final da Copa

Subjugada. Humilhada. Nocauteada. Goleada. O Brasil não teve respostas para a tática aplicada pela Seleção Alemã de Joachim Löw. Foram cinco gols no primeiro tempo, fora o baile

Alemanha liquidou o jogo em menos de 30 minutos no primeiro tempo

Alemanha liquidou o jogo em menos de 30 minutos no primeiro tempo (Clóvis Miranda)

A Seleção Brasileira foi humilhada diante da Alemanha e deu adeus ao sonho do hexa de forma vexatória na maior derrota de sua história: 7 a 1 para os alemães, em casa. Com o resultado a Alemanha está na final da Copa do Mundo depois de 12 anos e vai enfrentar o vencedor de Holanda e Argentina, partida que acontece na quarta-feira (9), em São Paulo.

O primeiro tempo foi um verdadeiro massacre. Não existe outra palavra para definir o que aconteceu no Mineirão. 

O primeiro gol saiu logo aos dez minutos numa cobrança de escanteio que Thomas Muller apareceu sem marcação na área brasileira. Alemanha 1 a 0.

A defesa brasileira batia cabeça e aos 22 minutos Miroslav Klose entrou definitivamente para a história das Copas ao marcar o seu décimo sexto gol, ultrapassando Ronaldo, que tem 15. Alemanha 2 a 0.

Foi a senha para o carnaval que a Alemanha começou a fazer na defesa brasileira. Com direito a troca de passes na área brasileira, Toni Kroos fez o terceiro.  

Um minuto depois, mais um gol da Alemanha. Toni Kroos mandou Julio Cesar pegar a bola no fundo das redes mais uma vez. Alemanha 4 a 0. 

Aos 28 minutos outro gol alemão, agora com Khedira. 5 a 0.  Nesta hora sobrou até para a presidente Dilma. Que ganhou um sonoro coro “Hei, Dilma vai tomar no c...”. 

Segundo tempo

Dizem que brasileiro só fecha a porta depois de roubado, e foi isso que Felipão fez no segundo tempo. Tirou Hulk e Fernandinho para a entrada de Ramires e Paulinho.

O Brasil voltou menos pior. Oscar tentou furar a defesa de Neuer, mas o “muro de Berlim” continuava lá, de pé.

Nesta altura dos acontecimentos, a torcida alemã já festejava a passagem para a final cantando: “Rio de Janeiro ôôôôô”.

O técnico Joachim Low tirou o recordista Miroslav Klose para a entrada do camisa 9, André Schuerrler.

Depois de mais alguns gols perdidos, foi Fred que ouviu da torcida um: “Hei Fred vai tomar no c...”

Aos 23 minutos do segundo tempo, Lahm tocou para André Schuerrler que marcou o sexto gol alemão.

Depois de mais esta, Felipão tirou Fred para entrada de William. Nem precisa dizer o quanto ele foi “homenageado” pela torcida.

A Alemanha também mudou aos 30. Erik Durm entrou no lugar de Khedira. E não demorou muito para a Alemanha fazer mais um gol aos 33 minutos. André Schuerrler recebeu lançamento pela esquerda e mandou um balaço que ainda bateu no travessão de Julio Cesar antes de entrar. 

Foi a vez da torcida brasileira aplaudir de pé o time alemão. Foi só o jogo recomeçar que os brasileiros começaram a gritar olé cada vez que os germânicos pegavam na bola.

Aos 45 foi a vez de Oscar marcar pelo menos o gol de honra do Brasil.  Novamente a torcida brasileira foi ainda mais irônica gritando um “eu acredito”.    

Fim de festa para o Brasil, que vai ter que se contentar com a disputa do terceiro lugar, no sábado, com o time que for derrotado do confronto entre Argentina e Holanda.