Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Fla vence Emelec por 2 a 1 nos acréscimos e continua vivo na Libertadores

Paulinho foi o herói da partida ao receber passe açucarado de Negueba para marcar o gol da vitória do Flamengo em Guayaquil, no Equador, contra os donos da casa

Flamengo viu o Bolívar empatar em 2 a 2 após conseguir virar o jogo e estar melhor na partida

Flamengo venceu fora de casa e saiu da lanterna do Grupo 7 da Libertadores (Reprodução)

Na lanterna do Grupo 7 da Copa Libertadores da América e sem quatro titulares, o Flamengo viajou até Guayaquil, no Equador, e venceu por 2 a 1 com o Emelec, no estádio George Capwell, na noite desta quarta-feira (2). O resultado fez com que o Fla pulasse para a terceira colocação, conquistando 7 pontos e passando o Emelec, com 6, agora, na última posição.

Gols

Logo aos 7 minutos de partida, o Flamengo conseguiu uma boa jogada de ataque. O zagueiro Nasuti acabou cortando um cruzamento com a mão e o árbitro Bascuñán marcou pênalti. Alecsandro foi para a cobrança e converteu ao chutar no canto direito do goleiro Dreer. Emelec 0 a 1 Flamengo.

O Emelec ainda poderia ter um prejuízo maior no lance se o árbitro chileno tivesse expulsado Nasuti, mas o zagueiro só tomou um cartão amarelo.

O gol do Flamengo som aumentou a vontade do Emelec de jogar mais ofensivamente. A equipe equatoriana manteve maior posse de bola mas concluiu menos que o rubro negro durante o restante do primeiro tempo.

Dois jogadores que entraram durante o jogo, foram os protagonistas do segundo pênalti marcado por Julio Bascuñán na partida.

Caicedo - que entrou em lugar de Corozo ainda no primeiro tempo -, iniciou jogada individual de ataque e foi derrubado na área por Recife – que entrou no lugar de Muralha no início do segundo tempo -, e o árbitro não teve dúvidas em marcar a penalidade.

Stracqualursi foi para a cobrança e esperou Felipe escolher um lugar para chutar no centro do gol e marcar o gol de empate do Emelec aos 20 minutos do segundo tempo. Emelec 1 a 1 Flamengo.

Nos acréscimos da partida, Negueba tocou para Paulinho, que arrancou com a bola e chutou forte, balançando as redes do goleiro Dreer, aos 47 minutos da etapa final. Final de jogo: Emelec 1 a 2 Flamengo.

Emelec

Dreer, Narváez, Guagua, Nasuti, Bagui, Pedro Quiñonéz, Giménez, Ángel Mena, Eddy Corozo, Mondairi, Stracqualursi.

Técnico: Gustavo Quinteros

Flamengo

Felipe; Welinton, Samir e Wallace; Gabriel, Amaral, Muralha, Everton e João Paulo; Paulinho e Alecsandro.

Técnico: Jayme de Almeida.

Trio de arbitragem

Julio Bascuñán (árbitro), Francisco Mondria (auxiliar) e Raúl Orellana (auxiliar).


*Leia mais na edição de quinta-feira (3) do Jornal A CRÍTICA