Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Em visita a Manaus, Valcke elogia avanço na obra da Arena local

A visita durou mais de uma hora e o secretário-geral da Fifa observou toda a área interna da Arena da Amazônia, assim como o estado do gramado. Ele deve dizer nesta terça-feira (18) se Curitiba permanece como cidade-sede

A visita durou mais de uma hora e o secretário-geral da Fifa observou toda a área interna da Arena

A visita durou mais de uma hora e o secretário-geral da Fifa observou toda a área interna da Arena (Bruno Kelly)

O secretário-geral da Fifa Jerome Valcke começou por Manaus sua primeira visita de inspeção às cidades-sede da Copa do Mundo 2014. Na Arena da Amazônia Vilvado Lima no início da tarde deste domingo (16), ele elogiou o estado da obra, que já está na reta final de conclusão, com 97%.

Acompanhado do vice-governador José Melo e do coordenador da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP copa) Miguel Capobiango, Valcke passou cerca de 40 minutos observando a parte interior do estádio multiuso - que será palco de quatro jogos da competição mundial - e mais dez minutos analisando o gramado. Ele chegou a brincar com a "brazuca", bola oficial do evento, no local.

A imprensa não pôde acompanhar o andamento da visita do secretário e se encontrou com ele somente na área da zona mista, onde Valcke abordou, mesmo que rapidamente, diversos assuntos.

Coletiva

Ele afirmou que, ao contrário do que muitos analistas e a própria imprensa previam, a obra será entregue em tempo hábil. Valcke apenas lamentou que não tivesse sido entregue ainda em dezembro de 2013, como era o planejamento inicial, por haver mais tempo de realizar eventos testes no local.


“Nem tudo na vida sai como desejamos, mas a 100 dias do início da Copa do Mundo, não é hora de lamentar isso”, afirmou.

Alguns eventos testes deverão ser realizados na Arena da Amazônia, mas não foram anunciados quais, quantos nem quando irão acontecer. O jogo inaugural, previsto para ser disputado pelos clubes centenários locais Nacional e Rio Negro, ainda está em aberto.

Sobre o andamento da obra na Arena da Baixada, em Curitiba, Valcke afirmou que a decisão do estádio ser excluído ou não da Copa do Mundo será tomada em dois dias, após inspeção de Valcke no local.

Valcke não quis comentar assuntos mais delicados, como a mobilidade urbana e o projeto da câmara federal de taxar como terrorismo os atos de protesto que são esperados para ocorrer durante o evento. Ele se limitou a dizer que "a Fifa não se mete em assuntos políticos, e estará preocupada somente com a organização e andamento dos jogos".


Após a coletiva, o secretário-geral foi direto para o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, onde chega a Brasília ainda neste domingo (16). Em seguida ele viajará para Curitiba, para inspecionar a Arena da Baixada e decidir o seu futuro, e depois para Florianópolis, onde participará de um evento com o Cômite Organizador Local (COL), da Copa.

*Com informações do repórter Augusto Costa