Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Copa: Manaus possui a média de diárias mais barata em hotéis

O levantamento foi feito pelo site de viagens TripAdvisor e mostrou que assistir uma partida ds Copa em Manaus sai até 12 vezes mais barato que em Cuiabá, a mais cara de todas as cidades-sede

O estado do Amazonas possui 56 hotéis cadastrados na ABIH

O estado do Amazonas possui 56 hotéis cadastrados na ABIH (Reprodução)

Manaus é a cidade-sede da Copa do Mundo com diárias da rede hoteleira mais barata com uma média de R$ 375,67 por quarto. A pesquisa foi realizada pelo site de dicas à viajantes TripAdvisor que apontou Cuiabá com o preço mais caro, cerca de R$ 1.581,18. Brasília (R$ 1.437,90) e Rio de Janeiro (R$ 1.077,41) são as outras cidades com os preços mais caros para os turistas.

A cidade de Manaus irá receber as seleções italiana, americana, inglesa, hondurenha, camaronesa, portuguesa e croata para quatro jogos da primeira fase da competição, que inicia em junho.

Conscientização da rede hoteleira do Amazonas

Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Amazonas (ABIH) Roberto Bulbol o resultado do levantamento realizado não foi uma surpresa. “Somos uma cidade de difícil acesso, aonde só se chega de avião ou barco. O que houve foi uma conscientização dos empreendedores hoteleiros em não abusar dos preços para não ter prejuízo depois. A única surpresa foi que não somos uma cidade que pratica os preços mais caros, como é comum pensar. É bom frisar que nossa média é bem próxima a de Natal (R$ 400,31) e Curitiba (R$ 499,08)”, disse Bulbol.

Ele continua a observação ao lembrar o preço é uma média de diversas variações. “Existem muitas variáveis nisto tudo. O perfil do viajante e o hotel contam muito na hora da hospedagem. A diária de um hotel cinco estrelas de Manaus está na faixa ou ainda mais caro que uma diária de Cuiabá”, concluiu.

Segundo dados da ABIH, existem 56 hotéis cadastrados, o equivalente a quase 5 mil quartos. A procura por pacotes tem sido alta nos hotéis da cidade e deve continuar até a proximidade de junho, quando a Copa terá início.

A lotação máxima é esperada na época da Copa, mas isto não é uma preocupação para os hotéis. “Em qualquer grande evento há lotação de hotéis, nossos preços mais baixos são um atrativo a mais para os turistas que vierem para cá na época da competição. O que preocupa mesmo é o pós-Copa. Serão apenas duas semanas de jogos na cidade, mas e depois? Como iremos manter este número de quartos disponíveis sem a demanda necessária? De dezembro para cá, temos apenas 38% das acomodações preenchidas. Isto é menos da metade do que oferecemos”, questionou o presidente.

Média das diárias praticadas pelas cidades-sede

Cuiabá: R$ 1.581,18

Brasília: R$ 1.437,90

Rio de Janeiro: R$ 1.077,41

Salvador: R$ 909,42

Belo Horizonte: R$ 752,19

Fortaleza: R$ 685,58

São Paulo: R$ 586,37

Recife: R$ 553,51

Porto Alegre: R$ 504,64

Curitiba: R$ 499,08

Natal: R$ 400,31

Manaus: R$ 375,67