Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Princesa tem classificação heróica na Copa Verde

Após estar perdendo por boa parte do jogo por 2 a 0 o Tubarão arrancou um empate inacreditável contra o Santos do Amapá e se classificou para as quartas de final da Copa Verde. O Tubarão enfrentará ninguém menos que o Paysandu na próxima fase

O time do Princesa do Solimões agora espera pelo Paysandu, do Pará

O time do Princesa do Solimões agora espera pelo Paysandu, do Pará (Emanuel Mendes Siqueira)

Em um jogo duro, o Princesa do Solimões arrancou um empate de 2 a 2 contra o Santos do Amapá e conseguiu sua vaga para as quartas de final da Copa Verde. Os donos da casa não venderam a classificação barato e chegaram a abrir dois gols de diferença na partida, mas o Tubarão empatou nos minutos finais de jogo.

Agora, o Princesa, atual campeão amazonense, vai enfrentar ninguém menos que o Paysandu do Pará em um jogo que promete fortes emoções para os nortistas.

O jogo

O Santos saiu na frente com Daniel logo no primeiro minuto da etapa inicial. O gol encheu o time de esperança e torcida presente no estádio ‘Zerão’ vibrou.

Sandro ampliou para os donos da casa aos 24 minutos da segunda etapa. O gol parecia sacramentar a passagem do Santos, que havia perdido a primeira partida por 1 a 0.

Mas os comandados de Marquinhos Piter não desistiram e o habilidoso meia Michel mostrou a que veio no jogo e deu a classificação para o time de Manacapuru.

O jogador marcou dois gols no intervalo de cinco minutos. Um aos 25 e o gol salvador aos 30 minutos de jogo.

A partir daí o Santos sentiu o baque e não conseguiu atacar com a eficiência mostrada anteriormente. E ficou nisso.

Santos-AP

Diego, Maicon Gaúcho, Bruno e Sandro; Hector, Pretão, Roberto, Diego Luiz e Daniel; João Olavo e André Cabeça.

Técnico: Jason

Princesa do Solimões

Rascifran, Clemilton, Lídio, He-Man e Alberto; Baé, Rondinelle, Michell Parintins e Fininho; Marinelson e Charles

Técnico: Marquinhos

Trio de arbitragem

Mayton Novais (árbitro), Karol Martins (auxiliar) e Geison Santos (auxiliar)