Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Flamengo garante empate contra o Vasco e conquista a taça de campeão carioca de 2014

Após passar toda a partida mais se defendendo que atacando, o Flamengo conseguiu garantir o segundo empate em 1 a 1 contra o Vasco da Gama e garantiu a 33º taça do estadual para a alegria de sua torcida

Flamengo viu o Bolívar empatar em 2 a 2 após conseguir virar o jogo e estar melhor na partida

Flamengo conquista o campeonato carioca (Reprodução)

Em um jogo onde faltou futebol de alto nível e sobrou vontade e pontapés em campo, o Flamengo se sagrou campeão do Campeonato Carioca de 2014 ao empatar com o Vasco por 1 a 1 e conquistou sua 33º taça do estadual, para a alegria de seus milhares de torcedores. Mais de 42 mil torcedores foram ao Maracanã, na tarde deste domingo (13) para assistir ao clássico que decidiu a final do Campeonato Carioca no Rio de Janeiro.

O gol do título veio de maneira emocionante. Quando tudo caminhava para a vitória vascaína nos acréscimos do segundo tempo após cobrança de escanteio, Márcio Araújo, em posição duvidosa, escorou para o gol e o árbitro assinalou a validação do gol.

O jogo

Precisando da vitória para garantir o título, o Vasco começou a partida melhor em campo. Como não pôde contar com o jovem atacante Edmilson, o Vasco se desdobrou em campo para não sentir falta do jogador.

Como se tratava de um clássico na final, o jogo foi pegado e não faltaram pequenas faltas e até mesmo entradas desleais. O árbitro Marcelo de Lima Henrique distribuiu nada menos que 5 cartões amarelos antes dos 30 minutos de jogo para conter a violência.

Durante toda a primeira etapa, o Gigante da Colina teve a maior porção de posse de bola e tomou as ações de ataque. O Fla se segurava o ataque vascaíno no meio de campo e não se furtou em apelar para faltas mais duras para parar jogadas.

Logo aos 2 minutos, por exemplo, Luiz Antônio fez falta em Felipe Bastos após tomar bola entre as pernas. O árbitro Marcelo de Lima Henrique parou o jogo na hora. Ele ainda deu o primeiro cartão amarelo ao próprio Luiz Antônio aos 9 minutos por falta e ‘estranhamento’ com Diego Renan, que também levou cartão amarelo.

Em boa jogada do Flamengo, Everton foi lançada no meio de campo e disparou corrida para o gol vascaíno. Luan impediu a sequência da jogada com forte falta e foi advertido com um amarelo aos 13 minutos da primeira etapa.

Everton também levaria um cartão amarelo três minutos depois após cometer falta de ataque, ao tocar a bola para Paulinho.

O Vasco encontrava dificuldade em armar as jogadas de ataque, encontrando um Flamengo compacto no campo de defesa e apostando no erro do adversário para conseguir um contra ataque.

Aos 32 minutos Paulinho teve ótima oportunidade de abrir o placar para o Flamengo, mas o goleiro Martin Silva parou a bola. Everton pegou a sobra e dividiu com o goleiro vascaíno, mas já era marcado o seu impedimento.

Nenhuma das equipes dava qualquer alivio para o adversário. O lateral André Santos deixou o braço no rosto de André Rocha para impedir seu avanço, e logo depois, o lateral esquerdo Rodrigo, do Vasco, levou mais um cartão amarelo na partida por ter atrapalhado a saída de bola do goleiro Felipe.

No início da segunda etapa, o Vasco novamente se mostrou mais agressivo na busca pelo gol. Aos 7 minutos o cruz-maltino perdeu grande chance de abrir o placar. Em ‘blitz’ na área do Flamengo, Douglas, Felipe Bastos e Diego Renan tentam, cada um, um chute perigoso, mas a bola bate na defesa rubro negra. No último chute, Felipe operou um pequeno milagre.

Aos 12 da etapa final, Adilson resolveu mexer na equipe, tirou William Barbio do ataque e colocou Reginaldo.

Após confusão na área antes de cobrança de falta, Chicão e André Rocha iniciaram agressões mútuas, e o árbitro Marcelo de Lima Henrique foi enérgico e expulsou os dois jogadores aos 14 minutos.

Praticamente se arrastando em campo, André Santos pediu para ser substituído e foi atendido pelo técnico Jayme de Almeida, que sacou o lateral e colocou Erazo em seu lugar aos 20 minutos.

Para tentar dar mais gás ao time, Adilson reslveu mexer mais uma vez em sua equipe: colocou Bernardo e sacou Felipe Bastos aos 26 minutos.

O jogo continuava nervoso, sobrando pontapés e faltando futebol em campo. Até que Pedro Ken foi lançado na área do Flamengo e acabou sendo derrubado por Erazo por trás. O árbitro marcou pênalti sem titubear.

Douglas foi para a cobrança e abriu o placar para delírio da torcida vascaína presente no Maracanã, aos 30 minutos da etapa final. Flamengo 0 a 1 Vasco da Gama.

O gol desanimou a enorme torcida do Flamengo presente no estádio, em contraste com a torcida do Vasco, que ficou ensandecida com a vantagem. Em campo, o Flamengo continuou o mesmo, apático.

Projetando chamar o Flamengo para seu campo de defesa, Adilson Batista tirou Thalles do ataque e colocou Aranda. Ao mesmo tempo Jayme de Almeida, pensando em arrancar um empate, sacou o volante Amaral e colocou Gabriel, faltando 10 minutos para o fim.

Nos acréscimos, após escanteio cobrado, Wallace desviou a bola de cabeça e Márcio Araújo, em posição de impedimento, escora para o gol e empata a partida. O título é do Flamengo! Flamengo 1 a 1 Vasco da Gama.

Flamengo

Felipe, Léo Moura, Wallace, Chicão e André Santos, Amaral, Márcio Araújo, Luiz Antonio e Everton; Paulinho e Alecsandro.

Técnico: Jayme de Almeida.

Vasco da Gama

Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan; Guiñazu, Pedro Ken, Fellipe Bastos e Douglas; William Barbio e Thalles.

Técnico: Adilson Batista.

Trio de arbitragem

Marcelo de Lima Henrique (árbitro), Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (auxiliar) e Luiz Antonio Muniz de Oliveira (auxiliar).