Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Galo perde por 3 a 1 para Raja Casablanca e está eliminado do Mundial de Clubes

Raja Casablanca eliminou o Atlético Mineiro e acabou com o sonho da equipe mineira de conquistar o inédito mundial. Agora o Bayern já sabe quem irá enfrentar na final

Raja abriu o placar logo no início do segundo tempo, para o delírio de sua torcida

Raja abriu o placar logo no início do segundo tempo, para o delírio de sua torcida (Reprodução)

Em partida dramática, o Galo foi eliminado na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa por 3 a 1 pelos donos da casa, o Raja Casablanca na tarde desta quarta-feira (18) no estádio de Marrakech, no Marrocos.

O Atlético saiu perdendo mas conseguiu empatar com Ronaldinho Gaúcho, mas Réver cometeu pênalti no fim do segundo tempo. Moutouali converteu a cobrança. O Raja ainda marcou o terceiro gol que carimbou a passagem do Raja para a final contra o favorito Bayern de Munique a ser disputada no próximo sábado (21). Resta ao Galo disputar o terceiro lugar contra o chinês Guanghzou Evergrande, também no sábado (21).

Pep Guardiola, treinador da equipe bávara observou a movimentação de seu futuro adversário com atenção, durante toda a partida, sentado na arquibancada do estádio.

O jogo

Com o centro avante Jô isolado no ataque, o Atlético iniciou a partida estudando o adversário. Por sua vez, os donos da casa, empurrados pela torcida que lotou o estádio de Marrakech procurou tentar apertar o jogo no campo de defesa do Galo, mas sem sucesso.

Ao longo do primeiro tempo ficou clara a superioridade técnica do Galo, que fez boas subidas ao ataque com Tardelli e principalmente, Fernandinho, que teve ao menos duas boas chances de abrir o placar.

O Raja optou por uma postura mais recuada com o passar da partida, tentando atrair o Galo, sempre mais ofensivo, para contra atacar com uma saída de bola rápida e bem executada.

Aos 32 minutos o goleiro Victor teve de operar um ‘milagre’ com um chute à queima roupa do falso volante Moutaouali, que apareceu livre em um erro de marcação da defesa atleticana.

Aos 39 o mesmo Moutaouali recebeu a bola pela direita em novo vacilo da zaga do Galo que insistiu em fazer a perigosa ‘linha de impedimento’. O volante avançou e chutou cruzado e rasteiro com perigo, mas a bola saiu pela linha de fundo.

O Galo sofreu com as subidas do lateral esquerdo marroquino Karrouchy, que atuou sem a marcação necessária. Aos 42 minutos, Karrouchy recebeu belo lançamento e foi até a linha de fundo, mas foi travado na hora do chute por Leonardo Silva.

Foi o último susto do time brasileiro no primeiro tempo. Aos exatos 45 minutos o árbitro espanhol Carlos Velasco Carballo apitou o fim da primeira etapa.

Logo no início da segunda etapa, aos 5 minutos, o Raja Casablanca abriu o placar com Iajour. O atacante recebeu bom passe pelo meio, avançou para a entrada da área e chutou rasteiro no canto direito de Victor quando Lucas tentou cortar a bola. Raja 1 a 0 Atlético MG.

Cuca resolveu fazer duas alterações após levar um gol: sacou o volante Josué por Leandro Donizete para tentar acertar mais na marcação, e tirou o lateral Marcos Rocha para colocar Luan.

Aos 18 minutos, Ronaldinho Gaúcho finalmente se mostrou decisivo ao empatar a partida em cobrança de falta perfeita. O meia chutou a bola no canto superior esquerdo do goleiro que apenas observou a bola entrar. Raja 1 a 1 Atlético MG.

Após empatar a partida, o Galo despertou novamente para o jogo e iniciou a fechar mais os espaços em campo, impedindo novos avanços do Raja.

Jô teve a chance de marcar o gol da virada após aproveitar sobra de chute de Luan travado pela defesa marroquina. O grandalhão subiu para cabecear mas o goleiro Askri, bem posicionado, defendeu com segurança.

Réver derrubou Iajour na área e o árbitro assinalou pênalti aos 36 minutos de jogo. Moutouali foi para a cobrança e deslocou Victor, que foi para o canto esquerdo enquanto a bola balançou as redes do lado direito.

O Atlético foi para o tudo ou nada mas não conseguiu empatar a partida. Exposto ao contra ataque, o Galo levou o terceiro gol nos acrescimos da segunda etapa com um gol de Chemseddine. Raja 3 a 1 Atlético MG.

Raja Casablanca

Khalid Askri (goleiro), Zakaria El Hachimi (lateral direito), Ismail Benlamalem (zagueiro), Mohamed Oulhaj (zagueiro) e Adil Karrouchy (lateral esquerdo) Kouko Guehi (volante), Issam Erraki (volante), Mohsine Moutaouali (meio campo), Chemseddine Chtibi (meio campo) Abdelilah Hafidi (atacante) e Mouhssine Iajour (atacante).

Técnico: Faouzi Benzarti

Atlético Mineiro

Victor (goleiro), Marcos Rocha (lateral direito), Leonardo Silva (zagueiro), Réver (zagueiro), Lucas Cândido (lateral esquerdo), Pierre (volante), Josué (volante), Ronaldinho Gaúcho (meio campo), Diego Tardelli (meio campo) e Fernandinho (meio campo) e Jô (atacante)

Técnico: Cuca

Trio de arbitragem

Carlos Velasco Carballo (goleiro), Roberto Alonso Fernández (auxiliar) e Juan Carlos Yuste Jiménez Velasco (auxiliar).