Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Comissão Atlética de Nevada agora proíbe tratamento de reposição hormonal em lutadores

A decisão de considerar a TRT doping atinge diretamente diversas estrelas do Ultimate Fighting Championship (UFC) que fazem uso da substância, como Vitor Belfort

Após Belfort inciar o tratamento de reposição hormonal seu físico mudou nitidamente

Após Belfort inciar o tratamento de reposição hormonal seu físico mudou nitidamente (Reprodução)

A Comissão Atlética de Nevada (NSAC), órgão regulador de lutas profissionais nos Estados Unidos, anunciou nesta quinta-feira (27) em seu site institucional que proibiu definitivamente a Terapia de Reposição da Testosterona (TRT) usada por muitos atletas.

A notícia é ruim param o brasileiro Vitor Belfort, notório utilizador da reposição hormonal. O peso médio irá enfrentar Chris Weidman no UFC 173 pelo cinturão da categoria, no dia 24 de Maio, e corre o risco de cair no exame antidoping.

O atual campeão dos médios inclusive já teceu duras críticas ao brasileiro por achar que Belfort ‘não joga limpo’ por causa da TRT. Vitor evita tocar no assunto desde o ano passado quando a polêmica surgiu na mídia, mas sempre afirmou que nunca fez nada ilegal, além de ter receita médica que o permite fazer a reposição hormonal.

Uso polêmico

A TRT é indicada por médicos para cuidar de pacientes com andropausa e menopausa, e vinha sendo utilizada por atletas profissionais do MMA, com idade acima de 30 anos, como um estimulante para os treinos. Atletas que fazem uso da TRT demonstram vigor físico acima do normal para a idade.

Até agora, apenas alguns estados americanos proibiam a substância, mas com a decisão da NSAC, todo o país está sujeito à proibição.

Trapaça?

Vitor Belfort, de 36 anos, está invicto há três lutas, estas quais, nocauteou seus adversários de maneira contundente. A forma devastadora das últimas atuações do ‘Fenônemo’ levantou críticas da imprensa especializada e de seus colegas de profissão, que acusam Belfort de lutar somente no Brasil por que não existe controle sobre o uso do TRT como existe nos EUA.

O brasileiro venceu Michael Bisping, Luke Rockhold e Dan Henderson, em lutas realizadas em: São Paulo, Jaraguá do Sul e Goiânia, respectivamente. Suas últimas derrotas Além de Belfort, Frank Mir e Chael Sonnen já admitiram o uso da TRT para lutar e foram duramente criticados.