Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Amazonense disputa World Professional Jiu-Jítsu em Abu Dhabi

O World Professional Jiu-Jítsu Cup (WPJJC) é uma competição que reúne na capital dos Emirados Árabes Unidos os melhores praticantes da arte suave do mundo

Praticante da arte suave desde 15 anos, Mikahakene Souza, mais conhecido por “Mika”, afirma que está ciente das dificuldades que terá pela frente no World Professional Jiu-Jítsu Cup (WPJJC), mas se mantém confiante em trazer um bom resultado para “casa”.

Praticante da arte suave desde 15 anos, Mikahakene Souza, mais conhecido por “Mika”, afirma que está ciente das dificuldades que terá pela frente no World Professional Jiu-Jítsu Cup (WPJJC), mas se mantém confiante em trazer um bom resultado para “casa”. (Divulgação)

O maior evento de arte suave do mundo, o World Professional Jiu-Jítsu Cup (WPJJC), acontece nos Emirados Árabes de 15 a 19 de abril e o amazonense Mikahakene Souza terá uma super missão pela frente: representar muito bem a terra baré na cidade dos sheiks.

O faixa azul é praticante da arte suave desde 15 anos, Mikahakene Souza, mais conhecido por “Mika”, afirma que está ciente das dificuldades que terá pela frente no WPJJC, mas se mantém confiante em trazer um bom resultado para “casa”. Tanta expectativa é resultado do investimento que o atleta vem fazendo há anos para ir à competição.

“Já faz algum tempo que eu sonho em participar do Abu Dhabi Pro. Por isso, desde 2011 venho focando meus treinos sempre neste evento, que para mim é o melhor e maior da modalidade. Espero, sinceramente, que toda essa dedicação contribua para um ótimo resultado”, disse o casca-grossa da academia GFTEAM.

Treinado pelo mestre Serginho Miranda, o lutador que defenderá a categoria pesadíssima (acima de 100Kg) ainda conta que antes de chegar a Abu Dhabi, irá intensificar seus treinos no Rio de Janeiro até a próxima semana. Com isso, pretende dificultar a vida de seus principais adversários, como de São Paulo, China e Estados Unidos.

“Eu sei que o World Pro é muito difícil, pois os melhores atletas do mundo estarão lá e sedentos pelo título. Por isso, em conversa com meu técnico e junto com meu primo Thiago Reinaldo, que já foi várias vezes a este evento, resolvi ir primeiro ao Rio e treinar por lá. Tenho certeza que com esse mini camp eu conseguirei chegar com um diferencial, pois vou extrair a luta dos dois principais polos do Jiu-Jítsu brasileiro, que é Manaus e do Rio”, disse Mika.

Torneio

Este ano, sob o tema “Um mundo, uma luta”, o evento irá ocorrer de 15 a 19 de abril. Em sua sexta edição, o torneio irá premiar com mais de US$ 1,5 milhão que serão divididos entre os vencedores.