Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

FCecon lança programas de residência médica inéditos no Amazonas

O secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, informa que a instituição deu entrada no pedido de aprovação dos programas em junho de 2013 e, em dezembro do mesmo ano, houve a aprovação por parte da Comissão Nacional de Residência Médica, vinculada aos Ministérios da Educação e da Saúde

A Fundação Cecon é  o centro de referência em oncologia no Amazonas

A Fundação Cecon é o centro de referência em oncologia no Amazonas (Luiz Vasconcelos)

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), lançará, em fevereiro deste ano, os Programas de Residência Médica em Mastologia e em Radiologia e Diagnóstico por Imagem, ambos inéditos no Amazonas, reforçando o número de profissionais nestas duas áreas.

De acordo com a diretora de Ensino e Pesquisa da FCecon, Kátia Luz Torres, a ideia é que no próximo mês seja lançado edital de ampla concorrência para o processo seletivo, aberto pela Comissão Estadual de Residência Médica. Ela destaca a importância dos programas para o Estado, uma vez que há uma carência de profissionais nas duas áreas no Amazonas.

“O (programa) de Radiologia foi proposto e será gerenciado pela FCecon, mas envolve outras instituições estaduais (Hospital e Pronto-Socorro Dr. Aristóteles Platão Bezerra de Araújo, Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado – FMT – e Maternidade Balbina Mestrinho)”, explicou a diretora de Ensino e Pesquisa.

Ampliação

Com os dois novos programas, a FCecom amplia para cinco o número de residências médicas oferecidas pela instituição. São elas: Cancerologia Cirúrgica (5 residentes este ano), Cancerologia Clínica (1), Cirurgia de Cabeça e Pescoço (2), Mastologia (previsão 2) e Imagem (previsão de 3).

Bolsas

Kátia Torres destaca, ainda, que além da aprovação dos programas, os residentes agora terão as bolsas diretamente pagas pelo MEC, medida aprovada também em dezembro, e que reduzirá os custos para o hospital. Os valores antes empregados nas bolsas serão aplicados na melhoria, capacitação e treinamento dos preceptores dos programas, trazendo ganhos tanto na área científica quanto na assistência ao paciente oncológico.

“Com mais este avanço, a FCecon cumpre com o papel de formação e capacitação dos médicos, oferecendo ao mercado e à população, profissionais especializados nas cinco áreas, todos ligados à oncologia. Além disso, a residência médica agrega ao serviço o aperfeiçoamento técnico, por conta do processo de atualização constante, ampliando o corpo clínico do hospital e, consequentemente, aumentando o número de cirurgias e atendimentos”, destacou.

O próximo passo, agora, será elaborar um projeto, em parceria com o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV), para a Residência Médica em Urologia. Kátia Torres lembra que, na FCecon, a Comissão de Residência Médica (Corema) é presidida pelo otorrinolaringologista Joacy Azevedo.