Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Cruzeiro empata e é eliminado da Copa Libertadores da América

Caiu o último representante brasileiro na Copa Libertadores da América. Após perder na Argentina para o San Lorenzo, o Cruzeiro não conseguiu reverter o placar adverso e viu os argentinos avançarem para a semifinal da competição

San Lorenzo está na semifinal da Copa Libertadores da América de 2014

San Lorenzo está na semifinal da Copa Libertadores da América de 2014 (Reprodução)

O San Lorenzo empatou com o Cruzeiro no estádio Mineirão lotado com 44 mil torcedores por 1 a 1 e eliminou o último clube brasileiro da Copa Libertadores da América. A partida que classificou a equipe argentina para a semifinal da competição foi disputada na noite desta quarta-feira (14).

O Cruzeiro já havia perdido a primeira partida, disputada na Argentina, por 1 a 0 e precisava vencer por dois ou mais gols de diferença. A missão ficou mais difícil ainda quando na primeira subida do San Lorenzo, aos 9 minutos do primeiro tempo, Piatti abriu o placar em um contra ataque mortal.

Melhor em campo, e após o gol com vantagem de três gols, o San Lorenzo apenas administrou o placar e deixou o tempo da etapa inicial terminar.

A Raposa veio com outra mentalidade no segundo tempo, e a torcida azul ajudou o time a ir para cima dos argentinos. Aos 25 minutos, Dagoberto cobrou falta pela esquerda e Bruno Rodrigo subiu alto para cabecear e balançar as redes do gol de Torrico. E deixar tudo igual.

Os ânimos se exaltaram depois do empate e Romagnolli, que havia entrado no decorrer do jogo foi expulso por agressão à Marcelo Moreno aos 32 minutos da etapa final.

A reação cruzeirense não foi muito além e o árbitro apitou o fim do jogo decretando a eliminação dos brasileiros da Libertadores.

Cruzeiro

Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Samudio; Henrique (Nilton), Lucas Silva, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart (Júlio Baptista); Dagoberto (Willian) e Marcelo Moreno.

Técnico: Marcelo Oliveira.

San Lorenzo

Sebastián Torrico; Julio Buffarini, Carlos Valdés, Santiago Gentiletti e Emanuel Mas; Héctor Villalba, Néstor Ortigoza, Juan Mercier e Ignacio Piatti; Angel Correa e Mauro Mattos.

Técnico: Edgardo Bauza.

Trio de arbitragem

Martin Vazquez (árbitro), Rodney Aquino (auxiliar) e Carlos Cáceres (auxiliar).

Renda

R$ 2,678,000,00


**Leia a matéria completa na edição de quinta-feira (15) do Jornal A CRÍTICA