Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Melhoras serão programadas para 2º evento-teste da Arena da Amazônia

Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP) avalia o que deu certo e errado no primeiro evento-teste da Arena da Amazônia a três meses da Copa do Mundo

Torcedor teria forçado a quebra de um dos corrimões da Arena da Amazônia

Torcedor teria forçado a quebra de um dos corrimões da Arena da Amazônia (Denys de Paula Almeida)

Em coletiva realizada na sede da Unidade Gestora do Projeto Copa (UGP) nesta segunda-feira (10) o diretor Miguel Capobiango fez um balanço sobre o primeiro teste da Arena da Amazônia em jogo realizado entre Nacional e Remo (PA) realizado no último domingo (9) válido pela Copa Verde. Houve projeção para o próximo jogo a ser realizado no estádio, entre Princesa do Solimões e Fast, pela final do 1º turno do Campeonato Amazonense.

Durante a conversa com a imprensa, Capobiango afirmou que os pontos negativos foram analisados pela UGP como parte do processo de melhora para os próximos eventos-teste. Dentre os destaques que mais desagradaram os torcedores que se dirijam à Arena estão as enormes filas formadas nos pontos e quiosques de venda de comida.

A alternativa apontada pela UGP é licenciar outra operadora de comestíveis para operar durante os jogos e diminuir a espera por atendimento. O acesso de cadeirantes e portadores de necessidades especiais do lado de fora da Arena até o acento foi outro ponto destacado como passível de aprimoramento.

O funcionamento das catracas e a atuação dos voluntários durante o evento foram classificados como satisfatórios pela UGP. Um ponto positivo do evento foi o respeito dos torcedores ao patrimônio físico da Arena da Amazônia, que não sofreu depredações. Somente um episódio lembrado por Capobiango que envolveu um torcedor que foi flagrado com parte do corrimão solto nas mãos. Segundo o diretor da UGP, o torcedor 'forçou' a quebra do corrimão propositalmente.

Segundo teste

O novo formato para diminuir os problemas encontrados pela organização será discutido durante a semana até o próximo domingo (9). Os ingressos para a finalíssima do1º turno serão vendidos por conta das duas equipes envolvidas: Fast e Princesa do Solimões. Não haverá venda de bilhetes pela internet. Os preços devem variar de R$ 30 A R$ 60.

 *Leia mais na edição de terça-feira (12) do Jornal A CRÍTICA