Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Arena da Amazônia: do coração da floresta para orgulho nacional

No fim das contas, Manaus surpreende e faz um dos mais belos estádios do País, que será inaugurado neste domingo (9). Ao todo, a Arena local receberá quatro jogos da Copa

Arena da Amazônia será inaugurada neste domingo, 9 de março

Arena da Amazônia será inaugurada neste domingo, 9 de março (Bruno Kelly)

Construída sob a perpectiva de obra grandiosa para emoldurar a capital verde da Copa, a Arena da Amazônia empolga a população local e faz aflorar um sentimento de orgulho pela beleza. Além de chamar atenção pela suntuosidade, a obra é marca registrada da capital amazonense, alvo, inclusive, de elogios por parte de esportistas e autoridades.

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke foi um dos primeiros a reconhecer o grande trabalho feito na Arena. “Há um ano havia questionamentos se Manaus estaria pronta ou não. Nos perguntavam o porquê de vir aqui, que era muito quente... Por isso, é muito bom estar em Manaus e ver o grande trabalho que foi feito aqui. Este será o local de um dos principais jogos da Copa do Mundo da Fifa, que nunca foi uma final mas poderia ter sido, entre Inglaterra e Itália. Um dos maiores jogos que se pode esperar”, disse o dirigente.

Campeão dos pesos pena do UFC e aficionado por futebol, o amazonense José Aldo, fala com orgulho da edificação para os jogos do Mundial. “A Arena (da Amazônia) está linda. Em termos de beleza é uma das melhores do Brasil, tanto na parte interna, quanto fora dela. A área de estacionamento, de acesso dos torcedores, está tudo bem planejado. Está tudo muito bonito. Eu conhecia o Vivaldão, que tinha uma área externa de cimento. É outra história”. 

‘De boa’

O técnico da seleção da Inglaterra, Roy Hodgson, até falou mal de Manaus, mas teve dar o braço a torcer quando esteve aqui diante da Arena.

“É a primeira vez que venho aqui e tive um dia maravilhoso. Comecei no encontro das águas e terminei aqui, na Arena da Amazônia, que era a parte mais importante da visita. Não estou nem um pouco desapontado com a cidade e estou feliz e ansioso para voltar”, declarou o treinador.

Uma das declarações mais empolgadas sobre a Arena da Amazônia, foi dada pela presidente Dilma Roussef. “Um baita trabalho. Uma beleza de Arena. Não sei se é a mais bonita, porque a gente que visita todas as arenas observa que uma é mais bonita que a outra, mas, seguramente, a Arena da Amazônia está entre as mais bonitas do Brasil. Estou encantada”, disse a mandatária máxima da república.

O ministro do esportes, Aldo Rebelo, faz coro a Dilma e destaca a obra como uma mas mais espetaculares em termos arquitetônicos.

“Fiquei impressionado com a Arena da Amazônia. É um espetáculo estético. Muito bem projetada e ecologicamente adaptada ao ambiente. É uma arquitetura muito mais amazônica. Ao lado do Teatro Amazonas, vai dar a Manaus uma fisionomia para os grandes espetáculos. A cidade, mais que um cartão postal, ganha um espaço valoroso para eventos”, disse.

Filarmônica tocará o hino

Antes da bola rolar no ponta pé inicial que será dado pelo lutador amazonense José Aldo Jr, campeão dos pesos pena do Ultimate Fighting Championship (UFC), a Secretaria Estadual de Cultura (SEC) organizou uma grande solenidade dentro das quatro linhas que marcará a abertura oficial da Arena.

No final da tarde de ontem, a SEC foi contactada diretamente pelo governador do Estado, Omar Aziz, que solicitou a presença da Orquestra Filarmônica no evento. “Quando o governador me ligou e disse que queria a orquestra, eu sugeri a ele que usasse o coral também e ele topou na hora”, disse o secretário de Cultura, Robério Braga.

Acompanhamento

Ele antecipou ainda que a orquestra e o coral serão os responsáveis por tocar o hino nacional. “Eles só irão tocar o hino. Teremos pelo menos 226 pessoas fazendo o som acontecer, mais os torcedores. Tenho certeza que será uma bela apresentação”, afirmou, ao ressaltar ainda que uma passagem de som foi feita ontem à tarde, e outra  hoje, às 9h da manhã.

Robério Braga disse ainda que a participação do coral em um momento tão importante como este, marca a união de duas paixões nacionais. “Esta apresentação marca o encontro entre o erudito e o popular. Isto prova que a música é uma linguagem universal e que não existe diferença. Pelo contrário, une as pessoas, assim como o futebol”, disse Braga, que negou que o futebol  e a música estejam elitizados. “Isso comprova que não existe elitismo quando falamos de música ou de arte. A linguagem artistica é para todos nós, assim como o futebol, que é uma paixão nacional. Teremos um belo espetáculo hoje”, afirmou o secretário.

Forte esquema de segurança em ação

Primeiro teste para os jogos da Copa do Mundo em Manaus, o jogo inaugural da Arena da Amazônia Vivaldo Lima contará com um forte esquema de segurança para que tudo saia conforme manda o figurino e de acordo com o que se convencionou chamar de “padrão Fifa” de qualidade.

Foram instalados 22 pontos de verificação, onde apenas torcedores, veículos credenciados e moradores das proximidades terão acesso. Neste perímetro serão 2.100 policiais militares trabalhando na segurança do evento. Dentro da Arena da Amazônia, 70 policiais estarão presentes no campo de jogo e nas arquibancadas.

O acesso ao perímetro de segurança da Arena da Amazônia só sera permitido aos torcedores mediante a apresentação do ingresso. Para o morador da área será preciso comprovar a residência.

O ManausTrans informou também que 80 linhas de ônibus com 185 veículos atenderão aos moradores de todas as cinco zonas de Manaus. As linhas da Constantino Nery irão para Djalma Batista pela rua Pará.

O que não pode levar

Para entrar no estádio, o torcedor precisará estar sempre com o ingresso em mãos. Não serão permitidos a entrada de mochilas, bolsas grandes, guarda-chuvas, bandeiras, cartazes com mais de dois metros, mastros, instrumentos musicais, fogos de artifícios, garrafas, comidas e bebidas alcoólicas. A consumação de cigarros nas dependências da Arena também está proibida.

Leia mais na edição impressa do CRAQUE deste domingo (9)