Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Brasil é campeão goleando a França na final em Toulon

Augozes da Seleção Brasileira principal nas Copas de 1986, 1998 e 2006, franceses são massacrados pelos 'meninos' do Brasil por 5 a 2 em torneio que reune atletas sub-21 

Seleção Brasileira sub-21 conquista Torneio de Toulon invicta.

Seleção Brasileira sub-21 conquista Torneio de Toulon invicta. (Divulgação)

A Seleção Brasileira se sagrou bicampeã do Torneio de Toulon, na França, na tarde deste domingo (1º) ao golear a equipe da França - o país sede -  na final da competição pelo placar de 5 a 2. O torneio, que é realizado anualmente desde 1967, é disputado entre atletas da categoria sub-21 e já revelou craques como Zidane, Stoichkov e Cristiano Ronaldo.

Com uma campanha impecável de cinco vitórias em cinco jogos, a Seleção Brasileira Sub-21 conquistou o bicampeonato do Torneio de Toulon. No ano passado, a equipe do Brasil venceu o torneio batendo a Colômbia na final. Incluindo a conquista de 2014, já são oito os títulos brasileiros, ficando atrás apenas dos próprios franceses, detentores de 11 conquitas na competição.

O tradicional torneio já recebeu em seus gramados verdadeiras estrelas do futebol mundial, como o mexicano Hugo Sanchez, o búlgaro Hristo Stoichkov, os franceses Zinedine Zidane e Jean Pierre Papin, assim como atual melhor jogador do mundo, o português Cristiano Ronaldo, que foi campeão com a Seleção de Portugal no torneio de 2003. 

Como foi o jogo

A partida foi empolgante desde o início, os donos da casa abriram o placar logo aos seis minutos de jogo, quando Bahebeck converteu uma penalidade. Dois minutos depois, Alisson, em jogada individual, chutou e contou com desvio na zaga francesa para encobrir o goleiro e deixar tudo igual para o Brasil.

Não deu tempo nem de comemorar e os franceses voltaram a tomar a frente do placar, quando, novamente ele,  Bahebeck,  recebeu na entrada da área e chutou forte no canto esquerdo para estufar a rede. Mas antes do final do primeiro tempo, Ademílson, cobrando pênalti, voltou a empatar a partida.

Na volta do intervalo, os brasileiros não só viraram o placar como aplicaram um "chocolate" pra cima dos "Bleus". Aos seis minutos, Marquinhos aproveitou cobrança de escanteio para a área e cabeceou para o fundo da meta. Aos 23, Ademílson ampliou a vantagem com nova cobrança de penalidade máxima. Seis minutos mais tarde, Thalles fechou a conta.