Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Dilma Rousseff diz que Brasil fará em 2014 a ‘Copa das Copas’

Segundo a presidente, todos os que vierem ao Brasil serão bem recebidos, já que o brasileiro é alegre e acolhedor. Dilma considera a procura por 6 milhões de ingressos na primeira fase de venda como um exemplo da confiança dos turistas no País

Dilma

A declaração da presidente acontece logo após o presidente da Fifa ter feito duras críticas sobre como o Brasil está se preparando para o evento (Antônio Cruz/ABr)

Na volta do recesso de fim de ano, a presidenta Dilma Rousseff disse em sua conta no microblog Twitter que o Brasil fará em 2014 a “Copa das Copas”. Segundo Dilma, todos os que vierem ao país serão bem recebidos, já que o brasileiro é alegre e acolhedor, e terão a oportunidade de conhecer um país multicultural e batalhador.

“Os brasileiros começam 2014 confiantes que irão sediar a #CopadasCopas. No Brasil, a Copa estará em casa, pois este é o país do futebol”, escreveu Dilma. “Esta será a Copa de 12 cidades-sedes, da floresta amazônica aos pampas gaúchos, das montanhas de Minas às praias cariocas, das dunas do Nordeste à metrópole de São Paulo”

Dilma considera que a grande procura por ingressos, que ultrapassou 6 milhões de pedidos na primeira fase de venda, mostra a confiança no país. “A procura por ingressos para os jogos, a maior em todas as Copas, mostra que torcedores do mundo inteiro confiam no Brasil. Amamos o futebol e por isso recebemos esta Copa com orgulho e faremos dela a #CopadasCopas".

Dos pedidos recebidos na primeira fase de venda, 889.300 ingressos foram comercializados. De acordo com a Federação Internacional de Futebol (Fifa), do total vendido, 71,5% foram adquiridos por torcedores brasileiros. O restante foi distribuído entre torcedores de 187 países. A Copa do Mundo começa em 12 de junho e os jogos serão realizados em 12 capitais brasileiras.

Críticas

A declaração de Dilma ocorre após o presidente da Fifa, Joseph Blatter, ter feito duras críticas sobre como o Brasil está se preparando para a Copa do Mundo de 2014. Blatter afirmou, em entrevista a um jornal suíço no último fim de semana, que nunca tinha visto tanto atraso de um país na preparação para o torneio da Copa. O Ministério dos Esportes rebateu as informações e disse que tudo estará pronto em junho desse ano.