Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Italiano apitará a final da Copa no Maracanã

Nicola Rizzolli já comandou dois jogos da Argentina neste Mundial. Com a saída do Brasil na semifinal da competição, havia a expectativa de que o árbitro Sandro Meira Ricci fosse o escolhido para mediar a grande final 

Árbitro italiano apitará a grande final da Copa do Mundo no Maracanã.

Árbitro italiano apitará a grande final da Copa do Mundo no Maracanã. (Reprodução/internet)

A Fifa anunciou na tarde desta sexta-feira (11) o nome do responsável por mediar a partida entre Argentina e Alemanha na final da Copa do Mundo, no domingo (13), no estádio do Maracanã. O árbitro de 42 anos, tem grande prestígio no futebol europeu. Foi ele quem apitou a final da Liga dos Campeões de 2013, vencida pelo Bayern de Munique no duelo alemão contra o Borussia Dortmund.

Nicola Rizolli apitará pela terceira uma partida dos “Hermanos” nesta Copa. O árbitro apitou as vitórias dos argentinos sobre a Nigéria, pela primeira fase da competição. E no triunfo sobre a Bélgica, na fase de quartas de final do torneio. O italiano também comandou a goleada da Holanda sobre os espanhóis, também pela fase de grupos do Mundial.

Na decisão, será novamente auxiliado por seus compatriotas Renato Faverani e Andrea Stefani. "É o máximo que um árbitro pode esperar. É um sonho apitar uma final do Maracanã. Comecei com 16 anos. Não é apenas minha experiência, mas todos que me ensinaram desde o início. Vou representar Itália neste momento. É fantástico. Não sei como explicar de outra forma", afirmou o árbitro italiano.

Os italianos integravam uma lista de 15 trios pré-selecionados pela Fifa para os últimos quatro jogos do Mundial. A entidade diz que leva em conta na decisão, critérios técnicos, físicos e médicos. É a terceira vez na história que um árbitro italiano apita a final do torneio a Fifa.

Sergio Gonella mediou a final entre Argentina e Holanda, na Copa de 1978, em Buenos Aires. Quando os hermanos conquistaram seu primeiro título mundial. E Perluigi Collina, na decisão da Copa de 2002, na Coreia/Japão em 2002, no último triunfo brasileiro em Copas diante da Alemanha.

Depois da humilhante derrota do Brasil contra os alemães, havia nos bastidores da Fifa, um rumor de que o árbitro brasileiro, Sandro Meira Ricci e seus auxiliares, Emerson de Carvalho e Marcelo van Gasse, pudessem participar da decisão, o que acabou não se confirmando.