Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Jogador camaronês é morto após receber pedrada da própria torcida na Argélia

O atacante que fez o único gol de seu clube, o JS-Kabylia, não resistiu aos ferimentos na cabeça e morreu no hospital. Federação argelina deve expulsar o time da competição


Albert Ebosse foi morto com uma pedrada na cabeça após seu time perder em casa, por 2 a 1.

Albert Ebosse foi morto com uma pedrada na cabeça após seu time perder em casa, por 2 a 1. (Reprodução/internet)

O jogador Albert Dominique Ebossé Bodjongo Dika, de 26 anos, morreu neste sábado (23), durante partida de futebol do campeonato da Argélia. O atacante camaronês foi atingido por uma pedra atirada por um torcedor de sua própria equipe, o JS-Kabylia, após derrota para o USM Alger, por 2 a 1. Federação estuda punição severa ao clube e suspendeu o restante da rodada do fim de semana.

O atacante chegou a ser levado às pressas para um hospital , porém não resistiu aos ferimentos na cabeça, e teve morte confirmada ainda no sábado. O camaronês foi o autor do único gol do JS-Kabylia, atual vice-campeão argelino, durante a partida em que seu time saiu derrotado. A polícia local não identificou o autor do crime e ainda investiga o caso.

Tayeb Belaiz, primeiro-ministro argelino, já afirmou que as autoridades locais abrirão investigação imediata para esclarecer as circunstâncias da morte do jogador.


Albert Ebossé havia sido artilheiro do Campeonato Argelino na última temporada, com 17 gols marcados. O atleta tinha passagem pelas categorias de base da seleção de Camarões e também já havia atuado em equipes camaronesas e do futebol da Malásia. Atualmente o time que o jogador defendia está na sexta colocação do campeonato local.

Punição severa

A federação argelina cancelou todos os jogos do fim de semana, como maneira de homenagear o jogador morto e também como ato de protesto pela ação selvagem da torcida. Como citou em nota a entidade: "A ação irresponsável de torcedores e hooligans que perpetuam a violência nos estádios, que atingiu proporções inaceitáveis", diz parte da mensagem.

A Federação Argelina de Futebol informou por meio de comunicado que está considerando diversas medidas punitivas ao clube que atinge diretamente a torcida.  Uma delas é a expulsão do clube de Ebosse, o JS Kabylie, de todas as competições daquele País. A entidade não especificou por quanto tempo ou quando começaria a valer a suspensão.