Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

A Holanda trocou até de goleiro, mas está na semifinal da Copa

Seleçao holandesa massacrou a Costa Rica durante 120 minutos, mas só conseguiu a vaga na próxima fase do Mundial nos pênaltis

O goleiro reserva Krul entrou e salvou a Holanda contra a Costa Rica.

O goleiro reserva Krul entrou e salvou a Holanda contra a Costa Rica. (Divulgação/Fifa)

Que jogo! O melhor da fase de oitavas de final até agora. A heróica Seleção da Costa Rica armou uma verdadeira muralha à frente do ataque holandês e, com fantástica atuação do goleiro Navas e a ajuda da tarve, segurou o empate até o fim. A equipe do polêmico técnico Loius van Gaal, teve de mudar a tática e até de goleiro para permanecer vivo no torneio e enfrentará a Argentina na semifinal da competição.

A inacreditável Costa Rica deixou a Copa no Brasil invícta. Após ser considerada o provável saco de pancadas do temido “grupo da morte”. Os “Ticos”, como é conhecida a seleção costarriquenha, não só sobreviveu na chave que tinha Uruguai, Itália e Inglaterra, como terminou a primeira fase do Mundial como líder do grupo.

Porém, a Costa Rica pegou pela frente uma embalada Holanda. Os laranjas, que já haviam derrotado os mexicanos nas quartas de final do torneio, passaram um sufoco para avançar na Copa. Com atuação de gala do goleiro Navas, a equipe caribenha se segurou na defesa e suportou o bomberdeio de Robben e companhia.

O primeiro tempo, assim como o segundo, foi totalmente dominado pelos holandeses. Mas, Van Persie parecia não estar de bem com o gol. Por diversas vezes o atacante disperdiçou a chance de abrir o placar da partida. O jeito foi seguir tentando na prorrogação que teve o mesmo roteiro: Holanda massacrando a Costa Rica.

Os Ticos ainda tiveram uma grande chance com Ureñas, mas Cillessen fez grande defesa. Na sequência do lance, os holandeses mais uma vez colocaram uma bola na trave de Navas. Foi quando o inesperado ocorreu. Já próximo do apito final, o técnico holandês troca o goleiro: sai Cillenssen e entra o goleiro reserva Krul. O fato inusitado chamou a atenção de todos. Porém, Van Gaal, já havia programdo tudo antes mesmo do jogo começar.

O comandante dos Laranjas tinha estudado a maneira de como a Costa Rica cobrava os pênaltis e achou melhor por em campo o heroi Krul. A mudança surtiu efeito e arqueiro de 26 anos pegou as penalidades cobradas por Bryan Ruiz e Umaña. Final de Copa para a Costa Rica. A holanda segue no torneio e agora pega a Argentina na quarta-feira (9), na Arena Corinthians, em São Paulo, pela seminifinal do Mundial.