Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Fabrício Lima se prepara para cumprir promessa que fez há 10 anos pela saúde da filha

Beatriz Lima nasceu em fevereiro de 2005, mas a promessa começou a ser cumprida quando ela ainda estava na barriga da mãe, Carolina Lordeiro em 2004

Promessa criou gosto pela corrida e fez de Fabrício um triatleta

Promessa criou gosto pela corrida e fez de Fabrício um triatleta (Divulgação)

Em 2005, o Secretário Municipal de Esportes Fabrício Lima foi pai pela primeira vez. Mas antes da chegada da filha ele ficou tão nervoso que resolveu fazer uma promessa: se a menina nascesse com saúde ele iria participar durante dez anos seguidos da São Silvestre, tradicional prova que acontece no último dia no ano em São Paulo e é considerada a principal da América Latina.

Beatriz Lima nasceu em fevereiro de 2005, mas a promessa começou a ser cumprida quando ela ainda estava na barriga da mãe, Carolina Lordeiro (em 2004). Por isso, a 89ª edição da prova terá um sabor de missão cumprida para Fabrício. “Assim como toda grávida, minha esposa fez vários exames para saber se estava tudo bem com o bebê. Mas na época, tudo me deixou muito preocupado, eu não tinha experiência, era a minha primeira filha, por isso prometi que se desse tudo certo, eu iria participar da São Silvestre durante dez anos”, contou ele, que já naquele ano se inscreveu e começou a participar da corrida.

Neste período de uma década, Fabrício Lima - que antes da promessa praticava apenas capoeira e futebol - se apaixonou pelas corridas de rua e chegou a participar de outros eventos da modalidade, o que despertou o desejo por novos desafios. Atualmente, além de correr, ele também nada e pedala. “Participar da São Silvestre é algo sensacional. Antes da promessa eu nunca tinha corrido, hoje sou triatleta”, contou, revelando que cumprir a promessa não foi fácil. “Nesses dez anos sempre passei o réveillon em São Paulo, algumas vezes sozinho, mas a maioria com a minha esposa e com a Beatriz. Este ano, porém, ganhamos mais uma filha, a Angelina, que está com quatro meses, por isso como a prova será pela manhã vou tentar pegar um avião para passar a virada do ano ao lado da minha família, em Manaus”, disse o secretário.

Recorde de inscrições

Este ano, a Corrida de São Silvestre bateu recorde de inscritos e vai contar com 27,5 mil pessoas. Pelo segundo ano consecutivo, o evento será realizado pela manhã, com a primeira largada, para corredores cadeirantes, será às 4h50 (horário de Manaus), seguida pela largada dos portadores de necessidades especiais, às 4h55. Às 6h40, a corrida terá início para o pelotão de elite feminino, 20 minutos antes do pelotão de elite masculino, do especial e os demais competidores.

Loucos por Corrida rumo a SP

Fabrício Lima não será o único amazonense a participar da 89ª edição da São Silvestre. Dez integrantes do grupo “Loucos por Corrida”, de Manaus, também se preparam para encarar a competição este ano. Em São Paulo desde a semana passada, os corredores, que se reúnem há dois anos no Parque Jefferson Peres, Zona Sul, todas as segundas, quartas e sextas-feiras passaram o ano planejando a viagem.

“Nós economizamos, organizamos eventos para arrecadar dinheiro para a nossa estadia em São Paulo e agora estamos contando os minutos para a chegada do dia 31. Estamos muito felizes e ansiosos pela São Silvestre de 2013”, disse Sol Cruz, professora de Educação Física.

Dos 40 membros do grupo, apenas 10 participarão da São Silvestre, entre eles o líder James Santos, de 43 anos, o mais experiente da turma com cinco participações na prova.

“Todo mundo que pratica a corrida de rua sonha em participar da São Silvestre, que é na verdade uma grande festa, uma confraternização. Esta será a minha sexta participação, por conta de um problema de saúde fiquei dois anos de fora do evento, mas agora estou de volta e desta vez com meus amigos”, comentou James.

Praticando corrida de rua há mais de um ano, os amigos de James contam que participar da São Silvestre para eles será um verdadeiro desafio, mas afirmam que estão totalmente preparados para enfrentar a maratona em São Paulo.

“A ideia de irmos para a São Silvestre surgiu no ano passado, mas nós ainda não estávamos tão preparados assim, nem fisicamente e nem financeiramente. E por isso decidimos nos organizar para participarmos da edição desse ano e foi o que fizemos. Participamos de várias provas de corrida, inclusive da Meia Maratona, em novembro, e agora temos muito fôlego para fazermos bonito em São Paulo”, comentou Márcia Garrido, industriaria.

Idade tira Amazonas da Elite B

Este ano o Amazonas não terá representante no Pelotão de Elite B da São Silvestre. Segundo a Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas (Fedeam), os atletas ficaram de fora da prova por conta da idade. “Nós inscrevermos dois atletas para o Pelotão de Elite B, mas um dos critérios da organização era de que os atletas tivessem entre 18 e 26 anos e os amazonenses escolhidos, Jean Souza e Dionísio Cosmo, têm mais de 30 anos e por isso não poderão fazer parte do Pelotão”, disse Margareth Bahia, presidente da Fedaeam.

Dionísio Cosmo, de 31 anos, foi o vencedor da Corrida Internacional de Manaus, na categoria principal, ao cravar 29min58, e ganhou da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel) a passagem para a São Silvestre, mas por não ter conseguido a vaga no Pelotão B, desistiu da viagem.