Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Hora da revanche para Maurício Shogun

Shogun enfrenta o norte-americano Dan Henderson. Na primeira vez o gringo levou a melhor

Maurício Shogun e Dan Henderson vão lutar em Natal

Maurício Shogun e Dan Henderson vão lutar em Natal (Antonio Lima)

O Ultimate Fighting Championship (UFC), mais uma vez volta ao Brasil e desta vez, em Natal, a maior organização de MMA traz como atração principal, a revanche do brasileiro Maurício Shogun, contra o norte-americano Dan Henderson. No co main event da noite, o pupilo de Vitor Belfort, Cezar Mutante, enfrentará o também norte americano CB Dolloway. As lutas serão transmitidas ao vivo por um canal especializado de lutas a partir das 17h diretamente do ginásio Nélio Dias.

Em uma conversa rápida e exclusiva para o CRAQUE, “Hendo”, 43, admitiu que já tem a estratégia para garantir em seu cartel, nada mais, nada menos, que a 30ª vitória na carreira. “Eu quero muito vencer. Mesmo sabendo que já estou velho. Mas como quero vencer, sei que preciso bater mais. Por mais coração na ponta da luva e fazer o que sei de melhor: bater”, afirmou Henderson.

Sem essa de calor

No Brasil desde a última segunda-feira para promover a luta durante a semana, Dan Henderson admitiu, também, não se preocupar com o forte calor feito em Natal.

“Não dá para confiar em aspectos naturais. Acredito que o clima na noite da luta não vai influenciar em nada. Mesmo assim, de uma maneira geral, me adaptei bem e espero vencer”, disse o lutador veterano ex-campeão do Pride.

Se o gringo veio até o Brasil disposto a emplacar mais uma derrota, Shogun não deixa barato e admite que agora é lutar. “Me preparei para este combate. Estou disposto a fazer uma grande luta e mostrar que posso fazer. Mas independente disto, acredito que posso vencer. Tenho certeza que faremos uma grande luta”, disse Maurício que, até o fechamento desta edição, precisava perder ainda 1kg para bater o peso de 92kg. “Uma sessão de sauna resolve rapidinho. Não tenho dificuldades para perder peso”, afirmou o competidor.

Campeão em ação

Campeão do TUF Brasil 2, o agora peso-leve Léo Santos está de volta ao octógono depois de quase um ano parado. Segundo ele, o tempo de inatividade não atrapalha em nada.

“Não tem essa não. Posso não estar lutando, mas sempre treino para estar pronto a qualquer momento. E estou. Então, é isso que vou fazer, subir no octógono e fazer o melhor para vencer a luta”, disse Léo Santos após a tradicional encarada contra o irlandês Normam Parke.

Com um cartel de nove vitórias seguidas, Léo Santos admitiu não se sentir pressionado para logo mais.

“Não tem essa de pressão. O negocio é subir, dar o máximo que puder e vencer”, comentou o campeão.

Fera

No co main event da noite, o lutador de Vitor Belfort, Cezar Mutante, enfrentará o também norte americano CB Dolloway. Mutante é um dos grandes nomes brasileiros da atualidade e, quem sabe, pode ser um futuro campeão.

Momento de superação

Responsável por encerrar o card preliminar, Diego Brandão também campeão do TUF 14 versão norte-americana, admitiu que a “má-fase” vai passar. “Eu estava passando por problemas pessoais e também como todos sabem eu me envolvi em um acidente de carro e isso atrapalhou a concentração. Mas quero dizer para Manaus que, podem ter certeza, que verão um outro lutador em ação”, encerrou o cearense radicado em Manaus, que enfrenta Will Choppe.

Ronny Markes e Thiago Marreta fazem a quarta-luta da noite. E se depender de Ronny, o evento valerá a pena. “São dois brasileiros lutando por uma boa atuação. Podem esperar que raça não vai faltar”, encerrou.

O UFC Night de Natal chama atenção por alguns pontos. Sem seguir ordem de importância, a revanche tão esperada entre Maurício Shogun e Dan Henderson. Ambos fizeram um duelo memorável em novembro de 2011, no UFC 139, e na ocasião o norte-americano derrotou o brasileiro por decisão unânime.

A aposta é um grande presente ao público: um “lutaço”! Outro destaque é o combate de Diego Brandão, que vem com a responsabilidade de fazer bonito dentro do octógono mais famoso do planeta após vir de uma derrota e momentos conturbados.

Cezar Mutante também tem outro grande desafio: mostrar força em cima do americano CB Dollaway, pela “somente” co-principal luta da noite.

‘Luta’ pelo UFC em Manaus

Para que o UFC desembarque em Manaus, existe um verdadeiro batalhão na linha de frente desta guerra. O dono do cinturão dos penas José Aldo Jr., e o técnico da fera e líder nacional da academia Nova União no Brasil, Dedé Pederneiras.

Fora a dupla, Ronaldo Jacaré, Adriano Martins, Diego Ceará Brandão e o mais recente “guerreiro” Alan Patrick “Nuguette”. Somado a eles, existe ainda uma grande vontade do governador Omar Aziz e do prefeito Arthur Neto, e ainda o articulador da negociação, o secretário de esportes municipal Fabrício Lima. Ele, inclusive, diz trabalhar há quase dois anos para que “a Copa do Mundo do MMA” desembarque em território baré. “É um sonho de todos nós e o prefeito me deu esta missão. E com a permissão do papai do céu, vai se tornar realidade”, disse o secretário, que não citou uma data definida.

“Não dá para dizer a data. Mas antecipo que em breve”, salientou. Procurado pela reportagem do CRAQUE para comentar o que faltava para que o evento desembarcasse em Manaus, o manager Dedé Pederneiras, citou a logística como grande “vilã”. “A logística é o que mais dificulta para que isso aconteça. Mas posso afirmar que temos feito o que podemos para que isso aconteça”, afirmou, em um papo exclusivo para o CRAQUE.

Outro grande articulador do evento é José Aldo Jr. Segundo ele, esse é o desejo de todos os manauaras representados pelos lutadores que estão na organização.

“Toda vez que falo com alguém de Manaus que luta no UFC, eles falam em um evento na cidade. Espero que isso realmente aconteça. Seria lindo se pudesse lutar em casa, diante da minha torcida”, completou o lutador campeão sobre a vinda do evento à capital.

UFC Natal - Card Princial UFC

Fight Night: Shogun Henderson 2

Peso meio-pesado: Mauricio Shogun Dan Henderson

Peso médio: Cezar Mutante CB Dollaway

Peso leve: Leo Santos Norman Parke

Peso meio-pesado: Fabio Maldonado Gian Villante

Peso leve: Michel Prazeres vs Mairbek Taisumov

Peso pena: Rony Jason Steven Siler

Card PreliminarPeso pena: Diego Brandão Will Chope

Peso médio: Ronny Markes Thiago Marreta

Peso mosca: Jussier Formiga Scott Jorgensen

Peso meio-médio: Thiago Bodão Kenny Robertson

Peso meio-pesado: Francimar Barroso Hans Stringer

Peso pena: Godofredo Pepey Noad Lahat