Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Técnico do Princesa avisa que não vai mexer no time para a entrada de Fininho

O jogador pediu desligamento do Oeste (SP), que disputa a Série B, e na última terça-feira se reapresentou ao elenco, quase dois meses depois de ter pedido dispensa do clube amazonense

Técnico afirmou que Fininho vai ter que "brigar pela vaga"

Técnico afirmou que Fininho vai ter que "brigar pela vaga" (Evandro Seixas)

A chegada do meia Fininho não será prenúncio de mudança no time do Princesa para a partida contra o São Raimundo, no próximo domingo (17), às 17h (de Manaus), no estádio Ribeirão em Roraima. O jogador pediu desligamento do Oeste (SP), que disputa a Série B, e na última terça-feira se reapresentou ao elenco, quase dois meses depois de ter pedido dispensa do clube amazonense.

A opção do técnico Charles Guerreiro é pela permanência do time que vem atuando nas últimas partidas da Série D, prova disso foi o treinamento técnico de dois toques e finalização realizada na tarde de ontem no estádio da Colina em que o meia atuou no time reserva.

“O Fininho tem muita qualidade foi destaque no campeonato, pediu para ir embora, foi para o Oeste, teve dificuldades, e pela qualidade que tem é indiscutível. Agora ele vai brigar pelo seu espaço. Prefiro não mudar a equipe pelo entrosamento. A mudança que tiver deverá ocorrer no segundo tempo, mas no princípio vou manter a base”, afirmou Charles, que viu o jogador marcar um gol, no treino, da entrada da grande área.

Bola na área

O treino em campo reduzido forçou os jogadores a trabalharem com jogadas rápidas pelas laterais e aprimorarem a marcação. Bolas paradas e cobranças de escanteios foram usadas como alternativa para surpreender o adversário. “Temos que trabalhar bastante a bola parada até porque tivemos a informação que o São Raimundo é um time rápido, mas baixo. Hoje em dia, no futebol, bola parada define. Temos também que jogar em velocidade e se a oportunidade aparecer temos que matar”, afirmou.

Um fator que tem aumentado a preocupação do técnico é a queda de rendimento na etapa complementar. Em todos os jogos realizados pelo clube na brasileiro, a equipe tem sido pressionada pelo adversário.

“Precisamos corrigir algumas coisas. No primeiro tempo temos que botar a bola pra dentro para não sofrer no segundo tempo. Nós não temos problemas fisicamente, o problema é que fazemos o gol e as equipes vêm pra cima, precisamos fazer gols, não podemos colocar a bunda lá atrás. E temos que marcar”, criticou.

Reeditar a parceria do Estadual

O retorno de Fininho gera uma expectativa que se repita a parceria goleadora do Campeonato Amazonense, com o meia Michel Parintins. Atuando juntos, Michel foi o artilheiro do Estadual com 11 gols.

O goleador do vice-campeonato ficou feliz com a volta do jogador ao clube.

“Quando cheguei ontem (terça-feira) ele me abraçou e disse: mano no brasileiro ainda não fiz gol. Aí disse para ele: vamos nos entrosar como foi no estadual”, disse o repatriado Fininho que vai lutar pela vaga. Espero que na minha próxima partida ele faça gols. Vamos formar uma bela dupla junto com os demais para conquistar as vitórias”, ressaltou o jogador.

Michel não poupou elogios ao jogador. “O Fininho é um bom jogador. Com a vinda dele a bola vai chegar ainda mais”, disse o jogador. A equipe volta treinar na tarde de hoje no estádio da Colina.