Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Campeonato Amazonense comemora 100 anos

Primeiro Estadual foi organizado em 1914, com a participação de 5 clubes, com a 1ª rodada sendo disputada em um 1º de fevereiro (a exemplo deste ano) e tendo o Manaós Athletic como campeão

A Taça Gordon, troféu do Amazonense de 1914, que foi vencido pelo Manaós Athletic

A Taça Gordon, troféu do Amazonense de 1914, que foi vencido pelo Manaós Athletic (Reprodução e Arquivo/AC)

Quando o árbitro autorizar o início do jogo entre Fast Clube e Sul América, no sábado, dia 1º de fevereiro, no campo da Ulbra, Zona Sul, além de dar início ao Estadual de 2014,  a partida terá um  significado muito especial para o esporte bretão no Amazonas.  É que exatamente no dia  1º de fevereiro de 1914, há exatos 100 anos, começava também a primeira edição do Campeonato Amazonense de Futebol. A data da realização do primeiro Estadual  entre outros dados do primeiro campeonato são contados pelo professor e historiador  amazonense Gaspar Vieira Neto, 34.     

De acordo com Gaspar, o   Campeonato Amazonense surgiu em meio a uma grande crise econômica, causada pela decadência da borracha, que à época enfrentava forte  concorrência da produção asiática. Despreparado para enfrentar a situação, o Amazonas assistiu ao declínio do látex – o seu principal produto - mas mesmo em meio ao momento difícil, desportistas apaixonados por  futebol uniram forças e decidiram criar a competição que escolhe o melhor time do Estado.

Conforme Gaspar, cinco times se inscreveram para participar do torneio, que naquela época ainda era amador. Nacional e Manaós Athletic abriram a competição. O jogo foi realizado no Bosque Municipal, na avenida Constantino Nery, onde funciona atualmente uma churrascaria. O Leão da Vila Municipal levou a melhor e derrotou a equipe adversária, formada por ingleses, por 2 a 1. Mas apesar de começar a disputa com uma vitória importante, o Naça não conseguiu ficar com o troféu. O Manaós Athletic foi campeão Amazonense de 1914, com 14 pontos, dois a mais que o Nacional, o vice-campeão.

Mudanças

Em 100 anos de realização, muita coisa mudou no  Amazonense. Em 1964, a competição deixou de ser amadora e passou a ser profissional e a partir de 1970 os jogos passaram a acontecer no estádio Vivaldo Lima, que por mais de 30 anos foi  o principal palco do futebol local.

Das equipes que participaram da primeira edição do Amazonense, apenas Nacional e Rio Negro ainda continuam no futebol e formam até hoje o principal clássico do Estado.

De acordo com o atual presidente do Nacional, Mario Cortez, o fato do time fazer parte do Amazonense desde a primeira edição prova que, com dedicação, sempre é possível avançar.

“É uma honra, uma satisfação saber que o Nacional permanece ativo no Amazonense por todos esses anos. Melhor do que isso, é ver a evolução do clube”, disse Cortez.

“Em 1914, o artilheiro da competição foi Cícero Costa, jogador do Nacional, que marcou 16 gols”, afirma Gaspar Vieira.


E o naça de 2014?

Este ano, o presidente do Naça  garante que além de brigar pelo título, o Leão também brigará pela artilharia do campeonato. “Todo time deseja a artilharia. Este ano, tenho certeza que o atacante Leonardo e o meia Chapinha marcarão muitos gols, aposto que um deles será o artilheiro de 2014”, comentou.

Rebaixado ano passado, o Rio Negro se prepara para disputar a segunda divisão do Estadual. O Galo, que também estava presente na abertura da primeira edição, ficou 15 anos sem participar do Amazonense. “O Rio Negro voltou a participar do Campeonato Amazonense em 1960. Esse retorno marcou a história do clube, que foi campeão de 1962”, disse Thales Verçosa, presidente do Rio Negro.

Verçosa acredita que o Rio Negro vai voltar com tudo para a Série A do Amazonense. Ele garante que em 2015, o clube terá uma excelente estrutura, além de um time forte: “Nosso principal objetivo este ano é conseguir o acesso para a primeira divisão do Estadual. Estamos preparando uma equipe que deve continuar em 2015. Estamos trabalhando para pagar a dívida do clube e também para termos uma estrutura melhor”.

Iguais à Fifa

O palco da abertura do centenário do Campeonato Amazonense deste ano será o estádio da Ulbra, ainda em construção. A partida entre Fast e Sul América está marcada para às 15h30. No mesmo horário, Nacional e Nacional Borbense se enfrentam no estádio Francisco Garcia, em Rio Preto da Eva (a 80 quilômetros de Manaus). “Estamos iguais à Fifa, torcendo para que o estádio da Ulbra esteja pronto para receber a abertura do Amazonense, no sábado. As obras estão em ritmo bem acelerado”, disse Dissica Valério Tomaz, presidente da Federação Amazonense de Futebol.