Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Após cruzamento de Cristiano Ronaldo, Portugal empata com EUA, em Manaus

O empate de 2 a 2, neste domingo, na Arena da Amazônia Vivaldo Lima garantiu um nova chance para a equipe lusitana, que terá que golear a seleção de Gana e torcer para que a Alemanha derrote os Estados Unidos - que tem um saldo de gol menor - para chegar as oitavas da Copa

Portugal e EUA se enfrentam na Arena da Amazônia neste domingo (22)

Portugal e EUA se enfrentaram na Arena da Amazônia neste domingo (22) (Euzivaldo Queiroz)

No treino de reconhecimento do gramado, no sábado (21), na Arena da Amazônia, Cristiano Ronaldo ensaiou a comemoração do gol que possivelmente faria neste domingo (22), diante dos Estados Unidos. Sem balançar as redes, o melhor jogador do mundo não conseguiu comemorar um gol de verdade no estádio de Manaus. Teve, mais uma vez, uma atuação sem brilho, bem longe do que o público esperava. Mesmo assim, ele foi decisivo e com um cruzamento perfeito colocou a bola na cabeça de Varela, que marcou o gol que empatou o jogo em 2 a 2. O resultado impediu a desclassificação de Portugal em sua segunda partida na Copa do Mundo no Brasil, mas não aliviou a pressão que existe sobre o seu principal o craque.

A proteção no joelho esquerdo por conta de uma tendinite - que quase o deixou fora do Mundial - pode significar que CR7 ainda não está 100%. Isso explica a ausência das jogadas e arrancadas espetaculares, marcas registradas dele e que já encantaram torcedores de todo planeta - e que diversas vezes salvaram a seleção lusitana de momentos bem complicados. Mas como ele mesmo costuma dizer, o futebol é um esporte coletivo e por isso, não há como culpar apenas uma pessoa por um resultado ruim.

Com quatro desfalques importantes, uma zaga fraca e com muitos erros individuais, as chances de Portugal vencer eram realmente mínimas. Talvez se CR7 estivesse melhor fisicamente ou se seus companheiros fossem mais atentos em campo, a vitória teria sido concretizada. Com o empate em Manaus, a equipe lusitana somou um ponto e agora depende de outros resultados para seguir no Mundial.

CR7 estava ansioso

Antes mesmo da bola rolar, Cristiano Ronaldo já demonstrava o quanto queria jogar. O árbitro argentino, Nestor Pitanga autorizou o início da partida e a ansiedade de CR7 só aumentou. Quando ele finalmente tocou na bola, deu um show a parte, driblou quatro jogares americanos e levou os torcedores na Arena da Amazônia ao delírio, afinal tudo o que eles mais queriam ver neste jogo era a genialidade do maior jogador do planeta.

Nos minutos iniciais ele fez de tudo para tentar marcar um gol na Arena da Amazônia, incentivou os companheiros, cobrou e fugiu da marcação americana. Dava para perceber no olhar e na postura em campo, o quanto ele queria fazer um gol. Mas quem acabou balançando as redes foi Nani, que aos cinco minutos do primeiro tempo, abriu o placar para os portugueses. Depois disso, a equipe lusitana ainda teve outras boas oportunidades, mas não conseguiu ampliar o marcador. A bola demorava a chegar aos pés do melhor do mundo e quando chegava, ele não conseguia finalizar, ora por conta do goleirão Tim Howard, pela boa zaga dos EUA, chutes fracos e para a fora do gol, ou ainda para não forçar o joelho.

Bem melhor no jogo, os Estados Unidos tinham pressa em mudar o placar e por isso deram muitos sustos na fraca e às vezes atrapalhada, defesa portuguesa. Bradley e Dempsey ameaçaram algumas vezes e por muito pouco, ou melhor, por conta do goleiro Beto, não conseguiram marcar, pelo menos não na primeira etapa. Confira o lance a lance da partida.

No segundo tempo, Portugal continuou buscando mais gols, mas foi a equipe americana que empatou a partida com Jones, aos 18 minutos, e depois virou com Dempsey, aos 35 minutos. Os Estados Unidos comemorou muito o segundo gol, afinal ele valia a classificação antecipada para as oitavas de final.

Do outro lado, os portugueses pareciam não acreditar na vitória americana, que significava também a desclassificação deles. Mas quando se tem Cristiano Ronaldo na equipe, ainda que não esteja 100%, sempre há motivos para pensar que uma jogada milagrosa aparecerá para evitar o pior.

E foi exatamente isso que aconteceu. Depois de várias tentativas frustrantes, CR7 resolveu fazer o que tanto desejou que seus companheiros fizessem no jogo - um cruzamento perfeito. Aos 49, ele cruzou para Varela, que de cabeça marcou o gol que empatou a partida em 2 a 2 e que reascendeu a esperança dos portugueses por uma vaga na próxima etapa da Copa do Mundo no Brasil. Confira galeria de imagens do jogo. 

Agora Portugal precisa vencer Gana de goleada, no Mané Garrincha, na quinta-feira (26) e torcer para que Alemanha vença os Estados Unidos – que tem um saldo de gol menor. Um empate entre os americanos e alemãs desclassifica automaticamente a equipe lusitana e a seleção de Gana.

Confira galeria de imagens da torcida na Arena da Amazônia.