Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Delegação do AM viaja para SP e disputa Mundial de Jiu-Jítsu

A delegação amazonense conta com 261 lutadores de várias academias do Estado. O município viabilizou a passagem de 30 atletas considerados de alto rendimento


Atletas amazonenses recebem apoio da Prefeitura para disputar o Mundial de Jiu-Jítsu, em São Paulo.

Atletas amazonenses recebem apoio da Prefeitura para disputar o Mundial de Jiu-Jítsu, em São Paulo. (Divulgação)

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), contemplou com passagens aéreas, 30 desportistas locais para participarem do Campeonato Mundial de Jiu-Jítsu Esportivo. A competição é organizada pela Confederação Brasileira de Jiu-Jítsu Esportivo (CBJJE) e terá início nesta quinta-feira (14), finalizando no domingo (17), em São Paulo.

A delegação do Amazonas terá a oportunidade de conquistar o bicampeonato mundial da modalidade por equipes com lutas nas categorias Mirim, infantil, Infanto-Juvenil, Juvenil, Adulto, Master e Sênior. A competição será realizada no Ginásio do Ibirapuera e vai reunir potências da modalidade que vêm conquistando, ao longo dos anos, destaque em todo o mundo.

Para o secretário da Semjel, Elvys Damasceno, o nível que os atletas do Amazonas estão alcançando só eleva o Estado como uma das potências mundiais na luta. “No ano passado a equipe que representou o Amazonas no campeonato foi eleita a melhor. Este ano, os atletas se empenharam ainda mais para manterem este título. Tenho certeza de que todo o investimento da atual gestão colherá muitos frutos. Esses atletas merecem estar no topo do pódio”, comentou.

Durante a competição todo ponto conquistado pelo atleta irá somar na classificação geral da equipe. Ficando o primeiro lugar com dez pontos, o segundo com cinco pontos e o terceiro com dois pontos. Ao final de todas as lutas, após a contagem da soma de pontos de cada equipe, será possível conhecer o estado que ficará com o título do mundial por equipe.

Exemplo de superação

Aos 15 anos, o faixa verde de jiu-jítsu Marcelo Batista já passou por muitos desafios na vida. Há cerca de três anos, o atleta perdeu a mãe, na época com 26 anos, em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Batista declarou que encontrou forças no esporte para superar a partida precoce dela e que contou, ainda, com o apoio de familiares para seguir em frente. O atleta recorda que procura manter a prática de atividades físicas desde muito pequeno, mas que foi por meio do jiu-jítsu que ele se sentiu realizado e, hoje, procura aprimorar as habilidades em artes marciais.

Representante da Associação Holy Vision, localizada na zona Oeste de Manaus, o lutador já possui um grande número de medalhas e títulos conquistados. Entre elas, o primeiro lugar na categoria Galo do campeonato amazonense e da Copa América, além de um vice-campeonato na Copa dos Campeões de Jiu-Jítsu Esportivo, realizados este ano.

Para o pai de Marcelo, Raimundo Batista, 36, é um orgulho imenso poder acompanhar o crescimento do filho como atleta e ser humano. “Fico muito emocionado em ver meu filho conquistando seus objetivos como atleta, apesar de todas as dificuldades que enfrentamos. É uma felicidade muito grande acompanhar esse progresso”, ressaltou.

De acordo com Raimundo, partiu do filho a iniciativa em procurar o secretário da Semjel para conseguir participar do campeonato em São Paulo. O primeiro contato aconteceu por meio de uma rede social e nesta semana ele compareceu à sede do órgão municipal, no centro da cidade, onde foi contemplado com as passagens aéreas.

“Estou muito confiante em conquistar a medalha de ouro. Venho treinando muito e espero dar o meu melhor, surpreender os adversários e ser campeão mundial”, frisou o atleta, que irá competir na categoria Galo.