Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Em meio a crise, diretoria do Flamengo pode blindar Luiz Antonio e mudar seus horários

Suspeito de envolvimento com milícia, o meio-campo do Fla também foi indiciado por estelionato, contribuindo para o péssimo clima que o clube já enfrenta com a ameaça de rebaixamento

Luiz Antonio: envolvido em investigação de estelionato

Luiz Antonio: envolvido em investigação de estelionato (Cezar Loureiro/18.07.14)

Como se não bastasse a crise técnica, o Flamengo agora ganhou, com o suposto envolvimento de Luiz Antonio em um caso de estelionato, um ingrediente extracampo na luta contra o rebaixamento. No momento, a maior preocupação da diretoria é blindar o grupo e impedir que o caso policialesco tire o foco dos demais jogadores.

Na tentativa de ficar longe dos holofotes neste caso, o clube não se posiciona oficialmente. Nem mesmo a presença de Luiz Antonio nos treinos no mesmo horário que os demais companheiros é confirmada. Existe a possibilidade de que ele tenha seus horários alterados para ser preservado da imprensa.

A segunda-feira foi de folga para os jogadores no Ninho do Urubu. A reapresentação será nesta terça à tarde. Para garantir maior concentração para o jogo contra o Coritiba, domingo, no Couto Pereira, a viagem para o Paraná será dois dias antes, assim como já havia sido contra a Chapecoense.

Luiz Antônio Souza Soares e seu pai, Luiz Carlos Francisco Soares, já foram intimados pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado e de Inquéritos Especiais (Draco) e vão prestar depoimento ainda nesta semana sobre a suspeita de envolvimento com uma milícia. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública. A data do depoimento ainda é mantida sob sigilo.

Luiz Antônio presenteou, com uma caminhonete Ford Edge, o ex-PM Marcos José de Lima Gomes, o Gão, um dos chefes da maior milícia do Rio, que atua na Zona Oeste. No dia 11 de janeiro, o pai do jogador registrou um falso roubo do veículo, na 42ª DP (Recreio). Gão teria ficado com a caminhonete por pelo menos duas semanas. O ex-PM foi preso na terça-feira passada, por policiais da Divisão de Homicídios, em Cosmos, na Zona Oeste do Rio.

Jogador abandonou apartamento

Luiz Antonio ainda tem outra situação complicada para resolver. Há cerca de 15 dias, ele abandonou um apartamento que tinha alugado na Taquara, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, para morar com a esposa. No entanto, o contrato do atleta com a imobiliária que administra o imóvel vai até o fim de 2014, e ele sequer tinha informado aos donos do local que tomaria a decisão.

A saída teria acontecido supostamente por Luiz Antonio não estar conseguindo pagar o aluguel devido aos salários atrasados, que afligem o Rubro-Negro há dois meses, por conta da inscrição do clube no Cadin do Banco Central. Com isso, ele deixou o apartamento que tinha sido arranjado pelo ex-empresário dele, Francisco Dambrós, com o qual brigou no começo do ano, sem informar a dona do imóvel, uma senhora ucraniana de nome Romana.

* Com informações do jornal “Extra”.