Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Sem Ronaldinho, quem brilha no 'Jogo da Paz' é Maradona

O argentino foi o grande destaque da partida promovida pelo Vaticano. O craque brasileiro que continua sem clube agradeceu mas deu o “cano” no papa Francisco


Mesmo fora de forma, Maradona deu um show na partida organizada pelo papa Francisco.

Mesmo fora de forma, Maradona deu um show na partida organizada pelo papa Francisco. (Reprodução/internet)

Uma vez craque, sempre craque. Quem esperava ver o dentuço astro brasileiro, Ronaldinho Gaúcho, no gramado do estádio Olímpico de Roma, na noite desta segunda-feira (1º) ,se rendeu mais uma vez a genialidade de Diego Armando Maradona. A partida amistosa promovida pelo Vaticano reuniu antigas e atuais feras do futebol mundial. Além do ídolo argentino, Baggio e Shevchenko também brilharam no “Jogo do Papa”.

Mesmo com formas, digamos arredondadas, Maradona deu um show de bola no duelo organizado pelo papa Francisco. O confronto deu a oportunidade aos torcedores italianos de relembrarem de jogadas espetaculares que perpetuaram o ídolo argentino. No lance mais brilhante do jogo, El Pibe (apelido de Maradona quando atuava) deu passe de gênio e colocou Baggio na cara do gol de Toldo, que teve o trabalho apenas de desviar do goleiro.

Roberto Baggio estava no mesmo time de Maradona e fez questão de usar o número 10, mesma numeração do argentino. Com dois camisas 10 em campo, o ex-atacante Shevchenko brilhou ainda mais. Numa cobrança de pênalti o ucraniano abusou da categoria e deu uma “cavadinha” deixando o goleiro Aquite esparramado no gramado.

Vários outros craques participaram da partida em que a Fundação Pupi goleou a Escola do Vaticano por 6 a 3.  Como o meia Zanetti (que ajudou na organização da partida), Diego Simeone, atual técnico do Atlético de Madrid, o colombiano Carlos Valderrama e o centroavante chileno Ivan Zamorano. Atletas da atualidade também prestigiaram o evento, como o volante argentino Mascherano e os uruguaios Diego Lugano e Fernando Muslera.