Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Na Copa de 2018, Rússia facilitará entrada de estrangeiros no país

O presidente russo Vladimir Putin disse que já foi consolidada uma lei federal para facilitar a entrada de turistas no país. Segundo ele, o governo está em contato com brasileiros organizadores da Copa

rússia país

Moscou é a capital da Rússia e será uma das sedes dos jogos durante a Copa 2018 (Reprodução/Internet)

Sede da próxima Copa do Mundo de Futebol, a Rússia terá um regime especial de vistos para os estrangeiros poderem participar do evento. Em entrevista à agência de notícias russa Itar-Tass, o presidente Vladimir Putin disse que já foi consolidada uma lei federal para facilitar a entrada de turistas no país.

“Não só os participantes oficiais das competições, esportistas, árbitros, técnicos, mas também torcedores poderão vir à Rússia sem vistos. A história de campeonatos de futebol ainda não viu nada desse jeito”, disse Putin.

Segundo ele, representantes de ministérios e organizações da Rússia estão em contato constante com brasileiros para organizar o evento. “Em geral, tenho certeza de que a Copa do Mundo no Brasil será uma página notável na história do futebol. Desejo aos organizadores brasileiros terminá-la com sucesso, e nós, faremos tudo para que em 2018 o mundo fique feliz com uma festa de futebol inesquecível e hospitalidade verdadeiramente russa”.

O presidente russo lembrou que, no início do ano, o país organizou os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de inverno, e o governo está analisando com muita atenção a experiência do Brasil na organização das Olimpíadas em 2016. “Sabemos muito bem como é difícil organizar um evento de grande escala desses”, avalia.

Putin estará no Brasil para participar, na próxima semana, da reunião de Cúpula do Brics (grupo formado por Brasil, pela Rússia, Índia, China e África do Sul). Antes do encontro, o presidente vai acompanhar a partida final da Copa do Mundo, no Maracanã, e também deverá receber a organização do evento do governo brasileiro.

Na opinião de Putin, as seleções dos países da América Latina mostraram um futebol “forte, espetacular”. Ele lamentou a saída da equipe russa do campeonato, ainda nas oitavas de final, mas disse que o time jogou dignamente.

Além de Putin, outros chefes de Estado assistirão à final da Copa do Mundo, no domingo (13), entre Alemanha e Argentina, ao lado da presidenta Dilma Rousseff e do presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Joseph Blatter.

Já estão confirmadas as presenças dos presidentes da África do Sul, Jacob Zuma; do Congo, Denis Sassou-Nguesso; da República Democrática do Congo, Joseph Kabila; da Hungria, János Áder; do Haiti, Michel Martelly; e da chanceler alemã, Angela Merkel.