Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Tarumã e Manaus FC prometem jogo acirrado na final do Amazonense de Juniores 2014

A decisão do campeonato amazonense da categoria será realizada na noite desta quinta-feira (31), no recém-inaugurado Estádio Carlos Zamith, na Zona Leste da capital amazonense

Estádio Carlos Zamith finalmente recebeu um partida de futebol.

O Estádio Carlos Zamith vai receber a final do Campeonato, primeira decisão a ser disputada no local (Reprodução/internet)

As equipes do Esporte Clube Tarumã e Manaus Futebol Clube fazem a grande decisão do Campeonato Amazonense de Juniores, na noite desta quinta-feira (31), no estádio Carlos Zamith, na Zona Leste de Manaus. É a primeira grande final de torneio na cidade depois da Copa do Mundo, onde se discute o legado deixado pelo Mundial no Estado e o futuro do esporte mais amado pelo povo brasileiro.

Após o fracasso da Seleção no torneio da Fifa, o que mais se tem ouvido nas rodas de discussão sobre o esporte bretão é a palavra “renovação”, seja no sentido de novos treinadores, novos gestores dos clubes ou novos esquemas táticos, mas principalmente de encontrar novos craques dentro das quatro linhas. É com esse intuito que os garotos do Manaus FC e do EC Tarumã trabalham duro pensando em conquistar a taça.

Se por um lado o Lobo do Norte (apelido do Tarumã) é conhecido por devorar os títulos das divisões de base, realizando grandes campanhas nas competições que disputa, o Gavião Real (como é conhecido o Manaus) começa a galgar nos caminhos do esporte, e chega muito bem. Com pouco mais de um ano de existência, a equipe alviverde pode se sagrar campeã com apenas um empate na partida desta quinta.

O Lobo vai à caça

Para o rubro-negro do Amazonas, só uma vitória lhe dará o direito de fazer a primeira volta olímpica no recém-inaugurado Zamithão. O técnico da equipe, Darlan, aposta na experiência dos seus atletas que jogam juntos há muito tempo. “Temos os garotos que já jogaram a Taça São Paulo, como o Damião e o Pantera, que é zagueiro. São jogadores já experientes, rodados, que foram campeões no juvenil e juniores. Esse é nosso ponto forte”, disse.


Darlan, técnico do Lobo do Norte, pretende fazer gol logo no começo e reverter a vantagem do Manaus (Fotos: Denir Simplício)

O treinador do Lobo do Norte também revelou que pretende anular as ações do Manaus logo no começo do confronto. “Nossa postura vai ser de partir pra cima e procurar logo o gol. Pra desmontar todo o esquema montado pelo treinador deles.”, completou Darlan.

Darlan confirmou que o time atravessa um momento de instabilidade, mas que confia na vontade de seus atletas na reta final do campeonato. “Estamos com alguns garotos contundidos e, com a conquista do primeiro turno, a equipe deu uma relaxada. Mas por ser uma equipe acostumada com as decisões, já que joga junto há cinco anos. A confiança é grande. Na hora do "pega pra capar", eles vão mostrar tudo o que sabem”, confirmou o técnico.

O voo do Gavião

Pelos lados do Gavião do Norte, a palavra de ordem é “conjunto”. Para o comandante do Verdão, o ex-zagueiro Paulão, o time não tem nenhum atleta acima dos demais. O que vale é a maneira homogênea como o time se comporta em campo. “Aqui não tem esse negócio do individual, ou esse 'é o cara'. A força é o grupo, a importância dos 11 que começam jogando e os que ficam lá fora também, é a mesma”, afirmou.

O grupo do Manaus FC está atuando junto há apenas dois meses e já colhe frutos do trabalho de sua comissão técnica. “Procuramos estimular os garotos. Se errou aqui, nós chegamos e corrigimos. Se acertou, nós vamos lá e elogiamos. Tudo isso estimula o jogador. Nós trabalhamos muito o psicológico desses meninos”, completou Paulão.


Paulão não vai jogar pelo empate e deve partir pra cima do Tarumã 

O técnico do Gavião disse que, mesmo com a vantagem do empate diante do Tarumã, não vai jogar recuado e vai tentar a vitória. “O Tarumã vai ter de sair pra jogar, pois o empate nos favorece. Mas não vamos jogar pelo empate. Vamos respeitar a equipe deles. Porém, eu sempre vi isso na minha vida: a melhor defesa é o ataque. Então vamos jogar pra ganhar o jogo.”, confirmou.

“Vamos jogar da mesma forma que viemos fazendo ultimamente. Consciente, com calma, não vamos mudar nada. Esperamos sair de lá (do jogo) com uma vitória para coroar esse nosso trabalho”, continuou o treinador do Manaus, que foi além: “Nós temos aqui quatro ou cinco jogadores que poderão ser aproveitados na equipe profissional no ano que vem. O legal é isso: revelar jogadores”.

Com a palavra, os pupilos


Kemerson fica matutando as jogadas antes dos jogos do Manaus FC 

O lateral-direito do Manaus, Kemerson, de 19 anos, se diz tranquilo para a grande final e revelou que antes de dormir fica “matutando” as jogadas. “Procuro tirar qualquer pensamento negativo antes do jogo. Fico matutando um pouco as jogadas, mas é normal da partida. Estou tranquil.”, declara o atleta.

O capitão do Verdão, o volante Rafinha, também com 19 anos, confia no trabalho do professor Paulão. “Minha expectativa é a melhor possível, pelo trabalho feito ao longo do campeonato. A ansiedade é grande, mas por conta do trabalho sério, eu me tranquilizo”, diz.

Porém, o artilheiro do Tarumã, Juninho, 19, confia que vai conquistar o título nesta quinta. “Estamos cientes do trabalho que estamos fazendo. Trabalhamos há quatro, cinco anos juntos e confiamos que vamos sair de lá com título. A família vai estar lá pra incentivar e isso é um motivo a mais para conquistar a vitória”, frisou o atacante. 


O EC Tarumã aposta suas fichas no artilheiro Juninho