Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Tcheco perdia por 1 set a 0, mas conseguiu se impôr em confronto dramático; Agora, espera Federer ou Mónaco na próxima

Do outro lado da chave, após a desistência do sérvio Novak Djokovic, por lesão no ombro, o francês Jo-Wilfried Tsonga foi beneficiado e avançou às semifinais sem jogar. Agora, ele só espera um rival. O espanhol David Ferrer e o americano John Isner decidem a vaga.

Em partida tensa até o fim, o tcheco Tomas berdych conseguiu grande virada sobre o inglês Andy Murray, nesta sexta-feira, e avançou às semifinais do Masters 1000 de Paris. Ele venceu por 2 sets a 1, com parciais de 4-6, 7-6 (5) e 6-4, em 3h12 de jogo na capital francesa. Seu adversário sai do duelo entre o suíço Roger Federer e o argentino Juan Mónaco.

O primeiro set apresentou logo as primeiras emoções do confronto. Com o placar em 4 a 3 para Murray, Berdych tinha o break-point para igualar o jogo. No entanto, em um game disputado em sete minutos, o inglês se recuperou e fez 5 a 3. Murray não contava, porém, que o tcheco conseguisse salvar sete vezes o set e, com muita raça, reduzir a diferença novamente no game seguinte. Somente após uma hora de confronto, o inglês confirmou seu saque e fechou em 6-4.

Berdych então voltou com tudo para o segundo set, abrindo logo 3 a 0 e quebrando o saque de Murray no segundo game. No entanto, o inglês encontrou fôlego e se aproveitou de erros do rival para igualar o set em 5 a 5. Com o equilíbrio estabelecido, veio o tiea-break. Quase todo o tempo na frente no ponto decisivo, Berdych esteve mais concentrado e garantiu o 7-6, ao marcar o ponto na rede.

O terceiro set foi o mais dramático, consequência de uma partida igual. Mas, quando o jogo estava em 4 a 4, Berdych se impôs e conseguiu um triplo break-point e, em seguida, quebrou o saque de Murray. O inglês até teve a oportunidade de devolver a quebra no game posterior, mas o tcheco se portou melhor e, em um erro do rival na devolução de bola, fez em 6-4, fechando a partida em 2 a 1.

Do outro lado da chave, após a desistência do sérvio Novak Djokovic, por lesão no ombro, o francês Jo-Wilfried Tsonga foi beneficiado e avançou às semifinais sem jogar. Agora, ele só espera um rival. O espanhol David Ferrer e o americano John Isner decidem a vaga.