Log in

Bem-vindo Log out Alterar dados pessoais

Esqueceu a senha?

X

Qualquer dúvida click no link ao lado para contato com a Central de Atendimento ao Assinante

Esqueceu a senha?

X

Sua senha foi enviadad para o e-mail:

Técnico do Shaktar critica abertamente sumiço de Bernard: ‘Jogador de Twitter’

Mircea Lucescu cansou de esperar pelo retorno do atacante brasileiro que não aparece no clube ucraniano há três meses e resolveu atacar o atleta verbalmente

Bernard foi duramente criticado pelo treinador de seu clube na Ucrânia.

Bernard foi duramente criticado pelo treinador de seu clube na Ucrânia. (Reprodução/internet)

Em entrevista divulgada na manhã desta terça-feira (12) no site oficial do Shakhtar Donestk, o comandante do time da Ucrânia simplesmente “detonou” o jogador Bernard. Sem dar as caras no clube desde o fim da Copa do Mundo, onde servia a Seleção Brasileira, o treinador ucraniano foi duro ao afirmar que só tem visto o jogador pelas redes sociais e o taxou de “Jogador de Twitter”.

“O comportamento dele é simplesmente inexplicável para mim. Em 40 anos da minha carreira de treinador, eu nunca tinha me deparei antes com uma situação como esta que estou observando com ele! Nós nos separamos de Bernard no dia 15 de maio, para a Copa. Permitimos que ele fosse para casa mais cedo do que todos os outros. Pois agora já vai fazer quase três meses que a gente não o vê. E todo esse tempo, ele continua recebendo o salário do seu contrato", criticou Lucescu.

Um dos motivos pelo desaparecimento de Bernard, pode ser o receio do jogador pelo clima de tensão que ocorre no país do leste europeu por conta dos conflitos na região. Apesar de o clube lhe dar todas as garantias de segurança. Irritado com a situação, o técnico do time ucraniano disse que o atacante nunca interagiu com os colegas de equipe.

“Eu ainda não tinha encontrado nenhum outro jogador que não confraternizasse com ninguém da equipe, nem brasileiros, nem ucranianos. Com ninguém! A sensação que dá é que ele é um jogador de Twitter e das redes sociais. Aí ele contata com os fãs. Mas, ao mesmo tempo, não se comunica com a sua equipe, que é quem lhe paga o salário, e que não é nada pequeno! Estou surpreso com o comportamento dele", lamentou.

A “lavagem de roupa suja” por parte de Lucescu foi além. Na entrevista, o treinador revelou que antes mesmo de assinar contrato com o Shaktar, já havia explicado seu estilo de trabalho para o atacante. E se disse indignado com atitude do ex-atleticano, mesmo sendo o atleta do Brasil mais bem pago do elenco.


“Eu não sei quando ele vai aparecer. E se aparecer, então volta a ir embora uma semana depois para a seleção brasileira, e voltará a estar ausente. E novamente não vai se preparar para a Liga dos Campeões. Do meu ponto de vista, isso é inqualificável. E, ainda para mais, ele é o brasileiro mais bem pago da nossa equipe. E ele sabe que será punido. Embora eu nunca antes tenha feito isso. Eu lhe dei tempo para se adaptar. Pensei que ele queria entender todos os outros, entender o que é este campeonato que ele representa e no qual ele joga", explicou. 

Mais bronca nos brasileiros

Além de Bernard, outros dois jogadores brasileiros foram bastante criticados durante o desabafo do treinador. Alex Teixeira e Douglas Costa também ainda não retornaram ao Shaktar, porém, Lucescu ainda aguarda pela reapresentação dos atletas até o fim deste mês.

“Vamos ver o que vai acontecer até 31 de agosto, que é quando fecha a janela de transferências. Será que eles vão se comportar durante esse período como jogadores do Shakhtar? Como jogadores que são queridos pelos nossos torcedores, que, aliás, se recordam de como estes jogadores chegaram aqui ainda garotos. Agora eles se tornaram jogadores de alto nível e devem ter alguma responsabilidade perante os torcedores que os apoiam o tempo todo", afirmou.

Dentinho e Nem poupados da ira de Lucescu

Diferente de Bernard, Douglas Costa e Alex Teixeira, tratados como verdadeiros desertores, outros dois jogadores brasileiros chegam até ser elogiados pelo técnico do time ucraniano. E chegou a afirmar que Dentinho melhorou em tudo.

“Talvez para ele estes últimos tempos tenham sido uma boa lição para ele (Dentinho). Ao princípio ele se colou àqueles dois, mas depois percebeu que foi deixado fora, que não faz falta aos agentes. Eu dou nome aos bois. Mas agora, depois que voltou, ele está com uma atitude diferente em tudo”, elogiou.


Lucescu acusou os empresários dos atletas brasileiros pela decisão de abandonar o clube e afirmou que a permanência na equipe servirá como lição de vida aos jogadores.

“O que aconteceu neste verão será uma grande lição de vida para os brasileiros. Eles vão tirar conclusões... Tenho a certeza de que isso aconteceu sob a pressão dos agentes deles. A mesma coisa aconteceu depois do jogo contra o Lyon, quando eles não voltaram com a gente para a Ucrânia. E o que me parece é que depois os agentes os liberaram. Os jogadores acabaram voltando para o clube e estão aqui conosco. Eles perceberam que não retiram nada dessa situação, que têm um compromisso", profetizou o técnico.